Não pudemos ver o eclipse solar da última sexta-feira (20), já que só foi possível avistá-lo de alguns países do Hemisfério Norte — partes da Europa e do Norte da África. O último eclipse solar registrado na Europa ocorreu há 16 anos, quando as câmeras digitais ainda não eram populares, então, quando ocorriam eclipses solares por lá, as pessoas do resto do mundo precisavam esperar algum telejornal para ver as imagens. Não mais. Graças à internet você pode assisti-lo hoje, do conforto do seu sofá. Confira a lista dos melhores vídeos do eclipse:

Vídeo gravado pelo satélite Proba-2 da Agência Espacial Europeia:



Visto de Esvalbarda, território ártico da Noruega:

Visto de Kaluga, uma cidade Russa:

Um vídeo que não mostra o eclipse diretamente, mas a escuridão momentânea que ele causa:

Visto das Ilhas Faroé:

Um timelapse do eclipse:

O eclipse confundiu essas galinhas, que acreditaram que o fim do fenômeno trazia um novo dia:

Foi a primeira vez que grande parte da população europeia viu um eclipse na vida. O sistema automático de iluminação de algumas cidades se acendeu, e havia o receio de que algumas cidades ficassem sem energia, uma vez que grande parte da Europa faz uso de painéis solares — mas foi apenas um medo mesmo, nada ocorreu.

Não foi possível ver nada do Brasil, infelizmente. O próximo eclipse solar total ocorrerá na América do Sul em 2019, mas só será visível em sua totalidade da Argentina e do Chile. Poderemos vê-lo parcialmente de alguns lugares Brasil. [G1]