O primeiro filme da trilogia Rua do Medo, que se passa em 1994, pode ter sido só o primeiro a mostrar o tom slasher proposto. A antologia voltará novamente nesta sexta-feira, provando que, como em qualquer boa franquia de serial killers, o medo “nunca acaba” quando os protagonistas pensam que acabou.

Ao final do filme situado em 1994, foi exibido um trailer da sequência, que segue a adaptação em três partes do diretor Leigh Janiak, do aclamado autor de terror R.L. Stine. Enquanto na semana passada o foco foi na cidade de Shadyside, mostrando um passado sombrio das bruxas assombradas, o centro da narrativa girou em torno da única sobrevivente a um ataque que ocorreu anos antes.

A história do segundo filme se passa em um acampamento de verão, em 1978, enquanto nossos jovens heróis sobreviventes, desesperados para acabar com a maldição da bruxa Fier, buscam respostas no passado para evitar a sanguinolência do futuro. Veja o trailer abaixo:

Ambientado no Acampamento Nightwing, onde já existe uma divisão entre as crianças oprimidas de Shadyside e as famílias elitistas de Sunnyvale, Rua do Medo: 1978  mostrará jovens campistas sob o ataque de serial killers possuídos. Aquilo que conecta essa história aos mistérios de Shadyside (por séculos) rapidamente vem à tona, enquanto os sobreviventes buscam superar seus agressores e acabar com a maldição de Shadyside para sempre.

Assine a newsletter do Gizmodo

Isso a gente já sabe que não vai acontecer, é claro, já que o filme vem antes dos eventos de 1994. Agora, sem sombra de dúvidas, descobriremos muito mais sobre o “lado mais sombrio” de Shadyside quando Rua do Medo voltar à Netflix nesta sexta-feira, 9 de julho. O terceiro e último filme da série, 1666, sairá em 16 de julho.