O lento ritmo de vendas do Nexus One – apenas 20.000 unidades vendidas na primeira semana – não melhorou. Depois de um mês no mercado, o Google vendeu apenas 80.000 telefones. Compare isso com os lançamentos do iPhone original e o Droid/Milestone.

Os resultados de venda relativos, mostrados acima usando uma estimativa da consultoria Flurry Analytics, não são muito animadores para o Google. Tudo bem, não é uma comparação totalmente justa. O Droid/Milestone e o iPhone tiveram uma publicidade gigantesca, e têm operadoras maiores dando suporte: a T-Mobile, que vende o Nexus One, tem menos da metade de assinantes nos EUA comparada à AT&T do iPhone e Verizon do Droid. Mas mesmo levando isso em consideração, 80.000 aparelhos em um mês, nos EUA? Isso é quase embaraçoso. 

Isso nos lembra que por mais que por mais que nós aqui achamos muito importante a entrada do Google na venda de aparelhos, para o público em geral ele é, na melhor da hipóteses, um smartphone de nicho. Segunda coisa: aparentemente aparelhos desbloqueados, mas mais caros, não fazem muito sucesso nos EUA. E, por último, me faz pensar: com tão poucas unidades e eles mesmo assim não conseguem dar conta do volume de reclamações sobre o suporte técnico? Ouch. [WSJFurry Analytics ]