A NASA está empenhada na sua missão de levar humanos à Lua em 2024, mas no meio do caminho surgiu um probleminha: o traje. O relatório divulgado pelo Escritório de Inspeção Geral dos Estados Unidos diz que a missão lunar deve ser adiada para 2025, e que o atual calendário do Projeto Artemis é ‘inviável’. 

Parte do atraso está atribuída a pandemia da Covid-19. O texto diz que por conta do coronavírus “os atrasos estão relacionados a déficits de financiamento e desafios técnicos”. De acordo com documento, a agência espacial está prestes a gastar mais de 1 bilhão de dólares no desenvolvimento de roupas para os astronautas, que só seriam entregues em abril de 2025, no mínimo. 

O fato não deixou de ser notado por Elon Musk, CEO da SpaceX. No Twitter, em resposta ao jornalista Michael Sheetz, da CNBC, Musk disse que “parece que tem cozinheiro demais e cozinha de menos”, emtradução livre. Na mesma publicação, ele tuitou que a “SpaceX poderia cuidar disso, se eles quiserem”. 

Não seria a primeira vez que Musk estaria envolvido com trajes espaciais. O bilionário já contratou o figurinista Jose Fernandez, que produziu trajes para Batman vs Superman, Quarteto Fantástico, Vingadores e X-Men II, para desenvolver as roupas dos astronautas que viajaram na espaçonave Crew Dragon, da SpaceX, que fica na órbita terrestre. Apesar disso, os trajes necessários para a missão à Lua são mais complexos, precisam ser resistentes às condições desfavoráveis do universo. 

De qualquer forma, a empresa de Elon Musk já está envolvida no Projeto Artemis. Em abril deste ano, a SpaceX ganhou um contrato de 2,9 bilhões de dólares da Nasa para desenvolver o módulo lunar para a viagem. O contrato foi atrasado devido a um protesto de dois concorrentes, Blue Origin e Dynetics.

Assine a newsletter do Gizmodo

Seja como for, essa não é a única razão pela qual talvez a NASA tenha que esperar mais um pouco. O relatório diz que os atrasos no Sistema de Lançamento Espacial da Nasa e na Cápsula Orion, também contribuíram para a incapacidade da agência espacial norte-americana de cumprir sua meta de aterrissar na Lua em 2024. De qualquer forma, teremos que aguardar mais um tempo para ver se a NASA irá aceitar a ‘ajudinha’ de Elon Musk.