A Amazon não é a única empresa que planeja fazer entregas usando drones: a divisão Google X vem trabalhando no “Project Wing” há alguns anos, e a pesquisa está começando a dar frutos.

>>> Quais são e como estão os projetos mais malucos do Google

Em um vídeo postado por Aaref Hilaly, sócio da empresa de capital de risco Sequoia Capital, você pode ver um drone do Google fazendo uma entrega. Ele parece uma cruza entre um avião radiocontrolado e um quadrotor.

O drone do Google funciona de forma semelhante à aeronave V-22 Osprey dos fuzileiros navais dos EUA, mas sem as metralhadoras: ele usa rotores para decolar verticalmente e pairar no ar; em seguida, ele usa o impulso para a frente e as asas para se deslocar de um ponto a outro.

Quando ele chega ao destino, o drone paira no ar e usa uma linha de pesca de alta elasticidade para levar um pacote até o chão. Um conjunto de componentes eletrônicos – apelidado de “ovo” – detecta quando o pacote toca o chão, e avisa ao drone para puxar a linha de volta.

A ambição do Google é criar um serviço de entrega por drones, algo semelhante à Amazon e sua ideia para o Prime Air. Esta demonstração parece ser uma boa base, mas há uma grande diferença entre uma entrega feita por operadores humanos em espaço aéreo controlado, e drones do Google navegando livremente pelos céus das cidades.

O Google nos disse em junho que a equipe do Wing passará o próximo ano desenvolvendo sistemas de navegação e protocolos de segurança para os drones de entrega. A regulamentação de drones comerciais ainda está sendo debatida nos EUA, então o projeto deve demorar alguns anos para se tornar realidade – caso isso aconteça. [Twitter]