As belas imagens do “cometa azul” que na verdade era um míssil

Quando os moradores de LA viram um feixe azul cruzar o céu noturno na noite de sábado, começaram a circular algumas teorias malucas. Seriam... aliens?

Uma das principais áreas militares do mundo não fica muito longe de Los Angeles. Mas, quando os moradores da cidade viram um feixe azul cruzar o céu noturno na noite de sábado (7), começaram a circular algumas teorias malucas. Seriam… aliens?

Não, não era um OVNI: era um teste de mísseis balísticos lançados a partir de um submarino Trident, disparados rumo ao Pacífico Sul. Voos do movimentado aeroporto LAX foram redirecionados para evitar colisões.

O problema é que a população não foi avisada de antemão que veria esse fenômeno no céu. Daí a achar que são aliens é um pulo:


A Base Naval de Ventura County admitiu que foi um lançamento do Trident D5. Eis a declaração oficial da Marinha americana sobre o evento, vinda do comandante da Terceira Frota Ryan Perry:

Lançamentos de mísseis são realizados de forma frequente e recorrente para assegurar a confiabilidade contínua do sistema. Cada atividade de teste fornece informações valiosas sobre nossos sistemas, contribuindo assim para a segurança em nossas instalações.

O míssil não estava armado. Os Programas de Sistemas Estratégicos da Marinha não costumam anunciar testes de mísseis. Informações sobre o lançamento de teste de mísseis Trident II (D5) são confidenciais antes do lançamento.

O fotógrafo Justin Majeczky conseguiu uma vista sensacional do míssil. Ele estava no alto da ponte Golden Gate para fazer um vídeo timelapse, quando apareceu o rastro azul no céu. São imagens de tirar o fôlego, com San Francisco brilhando no fundo:

Esta não é a primeira vez que o céu dos EUA é marcado por esses rastros. Em setembro, o foguete Atlas V foi lançado com um satélite de comunicações da Marinha americana a partir do Cabo Canaveral, iluminando o céu noturno com luzes azuis – e os habitantes de Miami puderam observá-las em primeira mão.

[Foxtrot Alpha]

Sair da versão mobile