Eu tenho senhas bem seguras, tanto para deixar possíveis hackers maliciosos bem longe dos meus dados, como para evitar que minha família e amigos descubram segredos da minha vida. Mas de acordo com um estudo, 11% dos britânicos planejam deixar as senhas deles no testamento.

Isso faz algum sentido, na verdade: em comunidades online onde você geralmente não usa seu nome real, pode ser legal que alguém entre e avise seus conhecidos virtuais do que aconteceu. E também há a questão de propriedade: com mais e mais dos seu pertences sendo armazenados na nuvem ou em serviços específicos, deixar o acesso, por exemplo, a seu iTunes para outras pessoas é bem compreensível. Isso vale ainda mais para seu computador e discos rígidos, que provavelmente têm arquivos como vídeos, músicas e fotos que você iria querer passar adiante.

Claro, isso não aborda o que você fará quanto a todos aqueles seus e-mails escandalosos, pilhas quilométricas de pornografia, e certas fotos e vídeos seus que a humanidade não deveria ver. E aí pessoal, vocês vão deixar sua senha para sua família e amigos? [The Register]

Crédito da imagem: Feng Yu/Shutterstock