Há quem diga que aprender um instrumento musical na infância é a chave para o sucesso. No entanto, um novo estudo liderado por Laura Wesseldijk, da Universidade Livre de Amsterdã, desafia essa visão: ele explora a possibilidade de que fatores ambientais e familiares sejam os decisivos nesse processo, e não a idade.

Para realizar a pesquisa, a equipe selecionou 300 músicos e 7 mil gêmeos com idades entre 27 e 54 anos. Os participantes relataram a idade em que começaram a tocar e as horas que praticavam a cada semana em diferentes momentos da vida. Usando essas informações, os cientistas estimaram a prática acumulada de cada participante. Os indivíduos também realizaram duas avaliações online: uma para aptidão musical e outra para realização musical. Enquanto o primeiro mediu as habilidades musicais, melodia e discriminação de ritmo, o segundo avaliou diferentes métricas de sucesso.

Eles examinaram primeiro a relação entre o início precoce e posterior da aptidão musical e a realização, controlando o tempo total de prática. Nesta análise, um início precoce no treinamento musical foi associado a pontuações mais altas em algumas medidas de aptidão, mas não a um desempenho musical mais alto.

Assim, as descobertas sugerem que os primeiros iniciantes não se beneficiam de uma janela de desenvolvimento para cultivar habilidade e experiência, mas sim de horas de prática, a experiência de crescer em uma família musicalmente engajada e talvez de uma predisposição genética para a música.

Assine a newsletter do Gizmodo

Para identificar a influência do último fator, os pesquisadores examinaram os dados dos gêmeos e dos outros músicos experientes. Eles concluíram, então, que aqueles que iniciaram mais cedo não pontuaram mais alto nos testes de aptidão porque começaram seu treinamento antes, mas por causa de fatores genéticos e ambientais que lhes deram uma vantagem. Ou seja, as crianças que têm um talento natural para a música e/ou pais com talento musical têm maior probabilidade de serem expostas à música desde cedo e de terem seu talento cultivado. Dito isso, um ingrediente essencial na receita do sucesso é a prática. Se você não começar cedo, talvez precise ficar acordado até tarde treinando.

[Scientific American]