É loucura pensar que autoridades nos Estados Unidos tenham que recorrer a inúmeros métodos para incentivar que os cidadãos se vacinem contra Covid-19, especialmente considerando que pessoas em outros países fariam qualquer coisa para ter acesso aos imunizantes — os EUA têm vacinas de sobra, mas nem todo mundo está protegido.

Agora, o governo entrou com uma campanha agressiva: quem for se vacinar com a primeira dose levará AirPods de graça.

A campanha vale para residentes de Washington, D.C., e tem como público alvo adolescentes entre 12 e 17 anos.

No último sábado (7), o prefeito Muriel Bowser anunciou que os jovens nessa faixa etária que tomarem sua primeira vacina em escolas secundárias selecionadas ganharão os fones de ouvido sem fio da Apple. Além dos AirPods, os jovens também participarão de sorteios semanais com outros prêmios.

A campanha de distribuição de vacinas para jovens acontecerá de 7 de agosto a 30 de setembro. Enquanto isso, os sorteios semanais com prêmios adicionais começam em 30 de agosto, e vão distribuir iPads com AirPods (oito vencedores por semana) e bolsas universitárias no valor de US$ 25 mil (dois vencedores por semana), o equivalente a R$ 131 mil na conversão direta.

Como muitos desses jovens precisam que os pais os levem para serem vacinados, Bowser também ofereceu um extra aos adultos. Os pais e responsáveis ​​receberão um vale-presente de US$ 51 (R$ 270) para cada jovem que levarem para receber a primeira dose do imunizante contra Covid-19.

Estados nos EUA adotam campanhas de incentivo

Washington, D.C. não é o único lugar que oferece incentivos para vacinar as pessoas. Em junho, o estado da Virgínia Ocidental lançou um programa de loteria com prêmios como rifles de caça, espingardas, caminhões, US$ 1 milhão e licenças de caça e pesca vitalícias.

Na mesma época, a Califórnia anunciou prêmios de US$ 50 mil todas as sextas-feiras, além de seis sorteios de férias pagas. Já no Havaí, autoridades distribuíram milhas aéreas, viagens de ida e volta na companhia aérea Southwest Airlines, um ano de pizza grátis e muito mais.

Assine a newsletter do Gizmodo

De acordo com o governo de Washington, D.C., em 2 de agosto, cerca de 64,6% dos residentes haviam recebido pelo menos uma dose da vacina. Até semana passada, estima-se que 55,1% da população estava totalmente vacinada.

Para efeito de comparação, 71% das pessoas com mais de 18 anos nos EUA receberam pelo menos uma dose, e 61,1% das pessoas neste grupo estão totalmente vacinadas. Os dados são do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).