Água e eletricidade: em geral, esta não é uma combinação muito boa! Mas Antonin Fourneau, um artista e engenheiro francês, combina ambos para fins notáveis ​​em sua instalação artística, Water Light Graffiti, que chegou esta semana a Nova York.

A superfície do Water Light Graffiti é pontilhada por milhares de LEDs, cada um rodeado por um sensor que aciona a luz quando está molhado.

Visitantes podem usar um pincel, pistola d’água ou até um balde e fazer o que quiser na superfície, que volta a ficar preta depois de alguns minutos. Fourneau diz que a ideia é levar as pessoas a criar e interagir sem a autoconsciência de realmente pintar. Ele descreve a instalação como uma forma de “compartilhar magicamente”:

O “Water Light Graffiti” é uma superfície feita de milhares de LEDs iluminados pelo contato da água. Você pode usar um pincel, um atomizador de água, os dedos ou qualquer coisa úmida para esboçar uma mensagem brilhante, ou apenas para desenhar. O Water Light Graffiti é uma parede para mensagens efêmeras no espaço urbano, sem deterioração. Um muro para se comunicar e compartilhar magicamente na cidade.

A peça estreou em Paris há alguns meses, mas Fourneau e seu patrono – a fundação francesa de artes DigitalArti – levaram a instalação para outras cidades. Em Nova York, ela estará em exibição até sexta-feira no showroom da Grohe, como parte da New York Design Week; depois, ela volta para a França. [Grohe]

Vídeo:

waterled (1)

waterled (2)