Muito se fala e até se usa a criptografia de ponta a ponta do WhatsApp, mas você sabe como funciona e para que serve essa tecnologia?

O end-to-end encryption ou E2EE, é um recurso de segurança que protege os dados durante uma troca de mensagens, de forma que o conteúdo só possa ser acessado pelos dois extremos da comunicação: o remetente e o destinatário.

Atualmente, além do WhatsApp, Telegram e outros mensageiros estão aderindo ao recurso de segurança, que impede, por exemplo, que algum hacker espione suas mensagens enquanto ela estiver em trânsito. A ferramenta é uma implementação da criptografia assimétrica e garante que as informações não sejam interceptadas.

Absolutamente ninguém além dos envolvidos na conversa consegue ter acesso ao conteúdo transmitido através da criptografia de ponta a ponta, nem mesmo as empresas dos apps. No caso do WhatsApp, a empresa responsável é o Facebook (atual Meta).

“A criptografia de ponta a ponta do WhatsApp é usada quando você conversa com outra pessoa no WhatsApp Messenger. A ferramenta garante que somente você e a pessoa com quem você está se comunicando podem ler ou ouvir as mensagens trocadas. Ninguém mais terá acesso a elas, nem mesmo o WhatsApp”, explica a página de central de ajuda do mensageiro.

Como confirmar que uma conversa está protegida pela criptografia de ponta a ponta?

  • 1º passo – Abra a conversa.
  • 2º passo – Toque no nome do contato para abrir os dados do contato.
  • 3º passo – Toque em Criptografia para visualizar o código QR (o QR code)e o código de 60 dígitos.

Atenção: esse recurso está disponível apenas para contatos que estão em uma conversa protegida com a criptografia de ponta a ponta.

Caso você e seu contato estejam fisicamente perto um do outro, basta que um de vocês escaneie o código QR do outro ou apenas compare o código de 60 dígitos que aparece na tela. Se você escanear o código QR e ele corresponder ao código do seu contato, um tique verde aparecerá, confirmando que ninguém está interceptando suas mensagens ou chamadas.

Leia também: Backup ilimitado do WhatsApp para usuários do Android pode acabar.