Por conta da pandemia de coronavírus, os aplicativos de mensagem tiveram uma explosão de novos usuários e envio de conteúdos. E isso se reflete em uma das principais ferramentas da categoria, o WhatsApp: ele registrou um número recorde de utilizadores no último dia de 2020.

De acordo com a plataforma, mais de 1,4 bilhão de chamadas de vídeo e voz foram feitas na véspera de Ano Novo, tornando este o maior número de usuários já contabilizado pelo serviço em um único dia. O Facebook, que é dono do mensageiro, diz que a noite de virada do ano já tem o histórico de ser o dia mais movimentado para o app. Contudo, 2020 foi surpreendente, porque esse aumento foi cerca de 50% em comparação com o dia 31 de dezembro de 2019.

Além do WhatsApp, o Messenger, que também é de propriedade do Facebook, registrou números impressionantes. O serviço teve quase o dobro de videochamadas em grupo em comparação com sua média diária. Também houve 55 milhões de transmissões ao vivo no Facebook e Instagram em todo o mundo.

“Em março de 2020, os primeiros dias da pandemia produziram picos de tráfego bem maiores que as vésperas de Ano Novo [de anos anteriores] — e isso durou meses. Nos bastidores, a equipe de engenharia do Facebook se uniu para impulsionar melhorias sem precedentes de eficiência e tornar nossa infraestrutura mais resiliente”, comentou Caitlin Banford, gerente de programa técnico do Facebook.

Banford ainda destacou que hospedar milhões de pessoas em um único dia — no caso a véspera de Ano Novo — serve também como um teste para colocar à prova a infraestrutura reforçada da companhia, que foi capaz de suportar o aumento do tráfego em seus aplicativos mesmo com mais gente ficando em casa devido a restrições de circulação, quarentena e lockdowns ao redor do mundo.

“Este ano, a véspera de Ano Novo parecia muito diferente e tínhamos equipes de engenharia em todos os aplicativos do Facebook prontas para dar suporte a qualquer problema”, disse a gerente.

Quem sabe, talvez nessa mesma época do ano que vem, o mundo esteja um pouco menos turbulento e possamos comemorar o Ano Novo juntos, pessoalmente. Ou talvez fiquemos presos na contagem regressiva do final de 2021 em nossos bunkers subterrâneos depois que as vespas assassinas tomarem a superfície do planeta.