O governo da China frequentemente usa a agência estatal de notícias Xinhua para expressar seus pontos de vista sobre as empresas de tecnologia do Ocidente. E uma notícia recente critica as táticas da Microsoft para fazer usuários atualizarem para o Windows 10.

>>> Microsoft, pare de instalar o Windows 10 à força
>>> Prévia do Windows 10 traz ajustes no menu Iniciar e maior integração com notificações

“A empresa abusou de sua posição dominante no mercado e quebrou as normas de se jogar limpo”, afirma Zhao Zhanling, consultor jurídico da Sociedade da Internet da China (ISC), à Xinhua. Ele diz que os usuários e organizações de defesa ao consumidor têm o direito de processar judicialmente a Microsoft.

Segundo a Computerworld, a ISC tem o apoio de diversas agências governamentais chinesas, incluindo o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação, o Ministério da Educação e o Gabinete de Informação do Conselho de Estado.

Segundo a Xinhua, o microblog chinês Weibo acumula 1,2 milhão de menções sobre o Windows 10 – várias delas negativas – e a Microsoft ensinou na mesma rede social como voltar a uma versão antiga do sistema.

Mais agressiva

O Windows 10 está sendo oferecido gratuitamente para usuários de cópias legítimas do Windows 7 e 8.1. Desde o início do ano, essa atualização passou de “opcional” para “recomendada”. Em tese, o sistema deveria perguntar se você quer instalar o Windows 10 ou não; na prática, a Microsoft violou as próprias regras de design para fazer usuários “aceitarem” a atualização.

Este mês, a Microsoft mudou silenciosamente a mensagem “Baixe o Windows 10”. Antes, se você fechasse a janela, o sistema entendia que você não queria a atualização, e ela não era instalada. Agora, quase um ano após acostumar os usuários a recusarem a instalação dessa forma, fechar a janela significa que você concorda em atualizar.

3163284

Não existe um botão “Atualizar depois” para cancelar a instalação, para se contrapor ao enorme botão “OK”: você precisa clicar em um link discreto que faz surgir uma caixa de diálogo para recusar o Windows 10.

3163285

É uma tática que os piores instaladores usam para colocar programas desnecessários em seu PC, e é lamentável que a Microsoft esteja seguindo os mesmos passos. Como nota a Computerworld, isso viola diretrizes da própria Microsoft.

As diretrizes de interface para o Windows dizem que, nas caixas de diálogo, “o botão Fechar na barra de título deve ter o mesmo efeito que o botão Fechar ou Cancelar na caixa de diálogo. Nunca dê a ele o mesmo efeito que OK”. Outro documento da Microsoft diz: “Nunca clique em ‘Concordo’ ou ‘OK’ para fechar uma janela que você suspeita que pode ser spyware. Em vez disso, clique no ‘x’ vermelho no canto da janela”.

Mas, como notamos antes, tudo isso faz parte dos planos da Microsoft. “Especialistas acreditam que a atualização agressiva está sendo empurrada à medida que a empresa tenta assegurar participação de mercado em face de concorrentes como Google e Apple. A empresa vai usar o Windows 10 como uma plataforma para desenvolvimento de aplicativos”, diz a Xinhua. O Windows 10 chegou a 300 milhões de dispositivos ativos; a Microsoft quer 1 bilhão até o final de 2017.

A Microsoft explica aqui como desligar os alertas de notificação para o Windows 10: clique com o botão direito na barra de tarefas, selecione Propriedades, vá até Área de notificação e selecione Personalizar. Na janela Ícones da área de notificação, encontre “GWX” na lista e selecione “Ocultar ícone e notificações”.

3157350

Problemas

Se você usa e gosta do Windows 10, ótimo! Mas não deveria ser difícil entender que muitos usuários preferem permanecer em versões anteriores do Windows – que funcionam plenamente como deviam – em vez de migrar para uma versão que pode ser problemática.

No meu caso, o Windows 10 só começou a funcionar direito com a build 14332, lançada no final de abril, que iniciou um foco maior em resolver bugs (Bug Bash) em relação a adicionar novos recursos. Antes, o Wi-Fi parava de funcionar após cerca de uma hora, tanto no programa Insider (que costuma ter bugs) como na versão estável, que rodavam em triple boot com o Windows 8 – único que nunca teve esse problema.

No ano passado, até mesmo a versão estável tinha bugs mais profundos – o menu Iniciar travava e eu precisava logar novamente, por exemplo. Felizmente, esse tipo de erro não aconteceu mais.

CShPkokWsAEQc4R

Outros usuários passam por problemas ainda mais graves: periféricos que param de funcionar; recuperação de sistema que nunca acaba; entre outros. Se uma atualização do iOS é capaz de inutilizar iPads, imagine o potencial de falhas no ecossistema de PCs, que tem muito mais variáveis. O Anniversary Update pode aliviar a situação, mas ele só chegará a todos os usuários no terceiro trimestre.

Fora, é claro, as pessoas que aceitaram instalar o Windows 10 sem querer e o sistema escolhe o momento mais inconveniente para isso – durante o expediente, por exemplo.

A atualização gratuita para o Windows 10 acaba em 29 de julho.

[Xinhua via Computerworld]

Foto por Elaine Thompson/AP