A próxima atualização para o Windows 8.1 será pequena – nada de um Update 2 – mas novos rumores sugerem que o Windows 9 ficará mais distante do polarizante visual Metro.

Nada menos que três sites confirmam de forma independente que a Microsoft vai retirar a barra de Charms – com os botões Pesquisar, Compartilhar, Iniciar, Dispositivos e Configurações na parte direita da tela.

O Winbeta diz que a barra de Charms será eliminada para usuários de desktop, e a Microsoft estaria trabalhando em duas formas de substituí-la: ou colocando os botões na parte superior da tela, ou removendo-os completamente, para deixar que cada desenvolvedor insira as funções Compartilhar/Pesquisar/etc. dentro dos apps.

Mary Jo Foley, do ZDNet, diz que os apps Metro atuais ganharão um menu na barra de título – adicionada no Windows 8.1 Update – para trazer os botões da barra de Charms. Ela também diz que essa barra será eliminada para todos os usuários, tanto no desktop, laptop e tablet. O Verge afirma que os builds atuais do Windows Threshold (nome interno para o Windows 9) já não possuem mais a barra de Charms.

Paul Thurrott sugere que remover a barra de Charms seria um passo para unificar as interfaces do Windows e Windows Phone, já que certas funções da barra – como Compartilhar – poderão ser integradas dentro dos apps (assim como no smartphone). Isso também ajuda a tornar apps Metro mais flexíveis, já que eles poderão rodar em janelas no próximo Windows.

cc817881.desktops2(en-us,MSDN.10)Duas fontes também confirmam de forma independente que o Windows 9 terá múltiplas áreas de trabalho. É algo que existe no OS X e Ubuntu há tempos, mas só agora a Microsoft vai embutir esse recurso por padrão – hoje é necessário usar ferramentas de terceiros (ou esta da própria Microsoft).

O NeoWin diz que você “poderá ativar as áreas de trabalho com um botão na barra de tarefas”, ou através de atalhos de teclado – isso mostra um foco maior da Microsoft no dekstop. Fontes da Mary Jo Foley corroboram esses rumores.

Múltiplos desktops são uma forma de melhorar a produtividade, separando programas – como cliente de e-mail e navegador – para você se concentrar melhor. Dado o foco da Microsoft em produtividade, faria sentido ver este recurso no próximo Windows, mas o NeoWin lembra que ele “ainda está no início do desenvolvimento” e pode não aparecer na versão final.

De um jeito ou de outro, parece que a Microsoft está se afastando o máximo que pode do estilo ousado do Windows 8. O Windows 9 deve ser lançado em abril de 2015, e um beta público pode ser disponibilizado ainda este ano. [WinbetaNeowinZDNetThe Verge]