Em entrevista ao site Pocket-Lint, Highfield disse que a empresa “não entrará no mundo dos tablets se não puder se destacar”. Parece um pensamento interessante, talvez a nova filosofia da empresa desde a criação do Windows Phone 7 — que, apesar da longa demora da Microsoft em fazer algo diferente no mundo dos smartphones, é atualmente um dos sistemas operacionais que mais prometem para os próximos anos. O problema é demorar taaaanto tempo, não é mesmo?

Assim, melhor aguardar sentado e ir desfrutar de outras plataformas, como iOS e Android, pelo menos por enquanto. Dependendo do resultado da parceria da Nokia e da Microsoft para smartphones, podemos esperar um tablet direto da Finlândia com Windows próprio. Ou aguardemos a versão 8 e sua possível melhoria no nicho das tela sensíveis ao toque — já que nosso amigo Highfield disse que tem um Dell Inspiron Duo e está muito feliz, o que nos faz entender que ele queria um netbook. [Pocket-Lint via Engadget]