“O Windows Phone 7 é a abordagem mais agressivamente diferente e nova para uma interface de celular desde o iPhone.” Nós publicamos essas palavras há seis meses, na esperança que o WP7 fosse revolucionar o mercado de celulares. Mas ele está parado. Nós estamos desapontados.

Nossas razões para ficarmos animados pelo WP7 foram (e ainda são) diversas. Não, sério. Ele é bem bacana. Mas o que era bacana ano passado não vai ficar legal por muito tempo.

É bonito – super fino, minimalista, moderno, revigorante. Sua pureza estética se destaca em um mar de gradientes túrgidos, interface trompe-l’oeil, e terrível fragmentação do Android.

É bem pensada. Ao invés de pegar a filosofia da Microsoft empregada desde eras tecnológicas que ninguém consegue lembrar, o time do WP7 apagou tudo e começou de novo. O Windows Phone 7 não brinca de ficar tentando alcançar o design da concorrência (o mesmo não pode ser dito de seu parente dos desktops). Sem traços de Android, sem roubar nada da Apple – a interface limpa, baseada em tiles é tão original funcionalmente como é agradável visualmente. É simples e simplesmente boa – intuitiva e inteligente. Os menus não são cheios demais, são responsivos e apresentam a informação que você quer sem floreios. Conclusão: WP7 precisou de muito trabalho duro, e não foi à toa.

Ele também era, simplesmente, uma alternativa. Nós gostamos bastante do iOS, e o Android tem muitas coisas fantásticas a seu favor. Mas uma corrida de dois cavalos é boa apenas para os cavalos – um sistema operacional robusto e adorável como o WP7, com uma grande variedade para usá-lo, podia ter mudado toda a luta dos smartphones. Juntar-se com a Nokia dará ao WP7 o hardware firme que ele precisa, mas a Microsoft ainda precisa melhorar o software que a Nokia precisa. Sem ele, a Microsoft (e seus usuários) irão continuar a ser espectadores – Apple e Google continuarão a competir enquanto a Microsoft senta no lado do ringue e passa esmalte nas unhas, com as luvas jogadas de qualquer maneira do seu lado.

Entre. Na. Maldita. Luta.

O WP7 não tem Angry Birds ainda. Angry Birds – um jogo tão velho e onipresente que existe até uma versão de tabuleiro dele. Muitos donos de WP7 ainda não tem copiar e colar – uma atualização prometida em fevereiro ainda precisa virar universal. E mesmo quando essa atualização (e outras) aparecerem, ela terá o mesmo caminho triste que nós vimos da Microsoft nos deskops – ela virá para fazer o que outros já fazem. Esta mesma atualização atrasada também supostamente iria corrigir a performance de apps lentos – uma coisa chata que nos irritou desde o primeiro dia. E, sério, é isso, não a ausência do Angry Birds estúpido, que está tornando o WP7 ineficaz. Por melhor que ele fosse há seis meses atrás, isso foi há seis meses. Se a Microsoft acha que Apple e Google irão diminuir o passo, bem, ela está obviamente enganada – Android e iOS estão a quilômetros de distância em termos de funcionalidade, performance e comunidade, enquanto a Microsoft ainda luta para conseguir o básico.

Eles precisam seguir o conselho que demos pra eles ano passado:

Atualize. Muito. E rápido. Você se lembra como o Android era realmente uma droga 2 anos atrás, quando foi lançado? Você acredita como o Android 2.2 está agora? Especialmente quando você compara o quando o iPhone evoluiu no mesmo período? ( Muito, mas o Android foi ainda mais longe porque ele estava beeem mais atrás.) Quer saber? É o Windows Phone que está atrasado agora. É o que não tem coisas que o iPhone, Android, WebOS, e até mesmo BlackBerry e Symbiam tem. Então Microsoft precisa jogar como o Google. Atualizações rápidas e constantes, em períodos curtos até que ele alcance ou ultrapasse todos os outros. Você tem os recursos. Use-os. (Eu aposto U$20 que existem bem menos pessoas trabalhando no Android do que no Windows Phone.) Não arruíne isso.

Era um bom conselho naquele momento, e é uma recomendação emergencial agora. Mais ajuda que isso só se fosse a Uma Thurman moribunda, com overdose em Pulp Fiction, recebendo uma injeção de adrenalina.

Microsoft: Você tem que lutar por isso, ou então você nem sequer terá alguma coisa tão bacana para negligenciar em primeiro lugar. Deus sabe que você tem dinheiro pra isso. O que quer que seja que está no seu caminho – consumidores, operadoras, qualquer coisa – deixe-os de lado, porque a Apple (e cada vez mais o Google também) não estão deixando nada atrapalhar a marcha de seus softwares. Você tem a Nokia do seu lado – uma grande e gorda moeda finlandesa para barganhar. Eleve o seu caminho através do que quer que seja que está te segurando com esse novo aliado. Faça um Nexus One da Microsoft. Distribua. Acima de tudo – levante-se e faça alguma coisa – porque nós realmente queremos ver você brigando de verdade.

?Imagem: Shutterstock