O Stephen Elop, da Nokia, disse que eles preferiram o Windows Phone 7 ao Android porque escolher o robozinho seria como desistir. Bem, na verdade a decisão teve muito a ver com dinheiro: a Microsoft prometeu pagar pela parceria.

Pagar bilhões, para ser mais preciso, algo que Elop sugeriu no Mobile World Congress em Barcelona, na Espanha. Segundo a Computerworld:

Ele se referiu a um slide que a Nokia mostrou semana passada, que mostrava marketing e outros investimentos indo da Microsoft para a Nokia como parte do acordo. Especulava-se que o valor era de milhões ou dezenas de milhões, mas é mais que isso, disse Elop. ‘Na verdade o valor transferido para a Nokia é medido em Bs, não em Ms’, disse ele.”

Passar a sensação de não desistir e receber dinheiro para isso? É uma oferta irrecusável!

Dito isto, a “corrida de três cavalos” – como Elop chamou a concorrência entre iOS, Android e WP7 – cria um ambiente mais dinâmico e competitivo entre os três sistemas. Isso é bom! Mas ele não esqueceu do BlackBerry, não? De novo, ele esqueceu desse concorrente, que vendeu 14,6 milhões de smartphones só no trimestre passado (a Nokia vendeu 31 milhões). Ou seja, isso demonstra ainda mais que Elop acredita num papel reduzido da RIM/BlackBerry na guerra de smartphones daqui pra frente. [Computerworld]