O YouTube foi comprado pelo Google há quase dez anos por US$ 1,65 bilhão, e esse dinheiro ainda não deu retorno: o site nunca deu lucro. Larry Page e cia. obviamente não estão satisfeitos com isso, então a empresa prepara um novo tipo de anúncio para vídeos: clique para comprar.

É simples: o anunciante pode colocar uma propaganda em vídeo no YouTube acompanhada por links de produtos, para você conhecer mais e potencialmente comprar. O Re/code menciona um exemplo:

Você está procurando, digamos, por uma receita de quiche, e encontra um tutorial em vídeo. Mas, primeiro, toca o anúncio de uma forma para quiches. Em alguns segundos, surge um pequeno painel convidando o usuário a comprar. Uma vez clicado, surge uma barra lateral de imagens de produtos com preços, que o usuário pode visualizar e – voilà! – há um link para comprar essa forma para quiche.

Anuncios no YouTube (2)

Isso usa as novas anotações que o Google anunciou em março: são cards que aparecem por cima do vídeo, e funcionam tanto no desktop como em dispositivos móveis. 50% das visualizações do YouTube vêm de smartphones e tablets, e eles não estarão imunes a este novo tipo de propaganda:

Anuncios no YouTube (1)

Mais de um milhão de canais são dedicados a fazer resenhas de produtos, ou seja, há bastante espaço para esses anúncios. Nas próximas semanas, o Google também permitirá colocar um botão “Comprar” em anúncios exibidos em dispositivos móveis.

O YouTube vem crescendo a cada ano, e atrai mais de um bilhão de usuários por mês. No entanto, fazer streaming de vídeo custa caro – tão caro que supera a receita do site em propagandas, segundo o Wall Street Journal.

Para comparar, o Facebook tem um número semelhante de usuários (1,3 bilhão), mas teve lucro de US$ 3 bilhões em 2014; a rede social vem preparando uma alternativa ao YouTube. [Google via Re/code]