O anúncio acontece hoje após um encontro entre o presidente da ZTE, Hou Weigui, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff. A primeira leva de aparelhos será produzido com parceiros locais — os chineses já tem no mercado brasileiro o modelo V9, e querem enquadrá-lo nas exonerações fiscais anunciadas pelo governo. Em 2012, a expectativa é que a fábrica da empresa esteja pronta — com investimento de US$250 milhões, ela ficará localizada em Hortolândia, no interior de São Paulo.

Com a fábrica da ZTE em Hortolândia, o interior de São Paulo será provavelmente o grande pólo de produção de tablets no Brasil: perto dali, Foxconn (Jundiaí), Motorola (Jaguariúna) e Samsung (Campinas) devem produzir seus tablets com redução de impostos. Resta saber qual será o corte final no valor dos aparelhos — acreditamos que 36% é um valor muito alto pelas medidas provisórias já anunciadas. Ah, e bem-vinda, ZTE. [G1]