Em clima de noite de terror, tempestade solar atinge a Terra neste Halloween

De falhas em sinais de comunicação a auroras boreais, veja o que esperar da erupção solar que acontece durante este fim de semana.

Sol

Em clima de “noite do terror”, uma forte tempestade solar, causada por erupções no Sol com Ejeção de Massa Coronal (CME), irá atingir o planeta neste Halloween. As informações são do Centro de Previsão do Clima Espacial (SWPC, na sigla em inglês), dos Estados Unidos.

A tempestade geomagnética acontece durante os dias 30 a 31 de outubro, mas a primeira rajada ocorreu na quinta-feira (28), quando a estrela lançou uma massa de classe X-1, a mais intensa da escala, em direção à Terra.

Como consequência, uma pequena tempestade solar em latitudes mais altas e um forte distúrbio de rádio atingiu a América do Sul. No entanto, foi acompanhada por uma ejeção de CME que vai banhar a Terra com partículas energéticas nos próximos dias, causando algumas interrupções. 

No comunicado da Nasa, a agência explica que a classe X denota as chamas mais intensas, enquanto o número fornece informações sobre sua força. Já um X2 é duas vezes mais intenso que um X1, um X3 é três vezes mais forte, e assim por diante. 

Segundo o SWPC, a tempestade que pode atingir a Terra é chamada de geomagnética G3; uma classificação de nível médio, correspondente a uma forte tempestade solar. Ainda que a tempestade não possa atingir os humanos no solo, as rajadas podem perturbar a atmosfera e atingir a rede global de satélites — causando problemas de navegação no GPS, perda de sinais e outros inconvenientes do tipo. 

Foto: Freepik

É possível que também vejamos algumas auroras boreais na América do Norte, assim como em regiões de latitudes um pouco mais baixas do que essas localidades. 

 

Sair da versão mobile