“Game of Thrones”: dublê processa produção em US$ 5 milhões por lesão no set

A dublê entrou com processo pelas graves lesões sofridas durante as filmagens do episódio "A Batalha de Winterfell", na 8ª e última temporada da série. Veja detalhes do processo

Game of Thrones

Imagem: Divulgação/Reprodução HBO

Após sofrer uma lesão no set de filmagens de “Game of Thrones”, a dublê Casey Michaels está processando a Fire & Blood Productions, produtora responsável pela série da HBO. A profissional alega ter sofrido graves lesões durante as filmagens do episódio “A Batalha de Winterfell”, na oitava e última temporada. 

Segundo informações da Variety, Casey sofreu “fraturas sérias e deslocou o tornozelo esquerdo” enquanto gravava uma sequência da invasão do castelo pelos zumbis, onde tinha que escalar o telhado e pular em seguida. Foi exatamente nesse momento que ela sofreu as lesões.

A dublê alega que a estrutura não estava apropriadamente montada para receber o impacto da queda de outros 27 dublês que atuavam na pele dos zumbis de gelo e precisavam passar por essa parede –Casey foi a última a pular. Segundo ela, “as caixas de papelão não eram duráveis e ficavam danificadas assim que cada dublê pisava na plataforma, e acontecia o mesmo quando os profissionais saíam delas”. 

Casey também declarou que as instruções eram de que eles pulassem do telhado como “se não tivessem a noção da queda, mantendo a natureza dos zumbis” e alega que os procedimentos de segurança eram falhos, portanto causaram danos físicos na profissional.

Desde então, a profissional passou por várias cirurgias no pé, que acarretaram em longas sessões de fisioterapia, conforme aponta o processo. Médicos são citados na ação, testemunhando que ela não pode nem mais fazer naturalmente as tarefas básicas do dia a dia, como andar, cozinhar e cuidar do jardim de casa.

Ainda de acordo com documentos obtidos pela revista norte-americana, a ação foi apresentada em janeiro de 2021 e os valores chegaram a US$ 5 milhões (cerca de R$25 milhões na conversão atual). Se as partes não chegarem a um acordo, o caso deve ir a júri em julho deste ano.

A Fire & Blood Productions fez questão de responder às alegações dizendo que o equipamento era seguro. Segundo a produtora de “Game of Thrones”, a culpa foi inteiramente de Casey, uma vez que ela não seguiu as instruções e, em vez disso, fez a queda “de maneira rígida ou vertical”. Eles ainda alegam que os ferimentos foram “causados ​​pela falha do requerente em executar a façanha, alegada adequadamente e/ou com a habilidade e cuidado de um dublê razoavelmente competente, ou por puro acidente”.

Sair da versão mobile