Onda de frio, dia 1: madrugada tem recordes de temperatura e caminhão derrubado por vento

Na região do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, a sensação térmica ficou por volta de -4 ºC

Onda de frio

Imagem: Pxhere/Reprodução

A onda de frio tão prometida finalmente chegou. A queda nas temperaturas é resultado da chegada de uma massa de ar polar, que se encontrou com um sistema de baixa pressão. Moradores da região Sul e Sudeste do Brasil foram os principais impactados pelas mudanças. Confira os principais acontecimentos da madrugada:

Blackout 

Yakecan, um ciclone que se iniciou como extratropical no final de semana e agora foi convertido para subtropical, atingiu o Sul do Brasil na tarde de terça-feira (17). Agora, ele segue cruzando o Rio Grande do Sul.

A ventania arrebatadora levou árvores, postes e fiações elétricas ao chão. Como consequência, mais de 220 mil residências ficaram sem energia elétrica no estado. A Companhia Estadual de Energia Elétrica não deu prazos para o restabelecimento da energia, justificando que cada caso tem sua complexidade.

Ventos intensos

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) também emitiu um alerta para que condutores de veículos leves, como motocicletas, carros de passeio e caminhões tipo baú, não trafegassem nas rodovias federais do Rio Grande do Sul entre as 15h de ontem e 23h59 de hoje. 

O objetivo era evitar tombamentos na pista, já que os ventos causados pelo ciclone poderiam atingir velocidades próximas de 110 km/h. 

Um acidente do tipo foi visto no estado vizinho de Santa Catarina, em que um caminhão que estava estacionado em um posto da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) na Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra, capotou na madrugada desta quarta-feira. O vento na cidade atingiu 157 km/h. Confira o vídeo divulgado pelo G1.

Madrugada fria 

Houve ainda um recorde de baixas temperaturas na cidade de São Paulo. A média para a capital ficou em 7 ºC, sendo a madrugada mais fria de 2022. Na região do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul, a sensação térmica ficou por volta de -4 ºC. 

O ar frio e seco evita a formação de nuvens, possibilitando nesta quarta-feira (18) um dia ensolarado na cidade. Por outro lado, os ventos na capital podem superar os 50 km/h, aumentando a sensação de frio.

Sinais de neve

A neve também já está dando as caras no Brasil. Moradores das cidades catarinenses de Lages, São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Urubici, Urupema e Rio Rufino registraram o fenômeno, que deve ocorrer mais vezes até quinta-feira (19).

Sair da versão mobile