Sinto informar, mas é o seguinte: você está assistindo a Stranger Things, da Netflix, errado. Mas relaxa, porque é bem simples de resolver. Segundo os criadores da série, o seu aparelho de televisão está estragando a experiência, ou pelo menos o jeito como eles querem que você curta a produção.

Em entrevista à Vulture, os irmãos Matt e Ross Duffer, criadores da série que estreou sua segunda temporada na última sexta-feira (27), explicaram que uma configuração comum dos televisores atuais altera o visual pretendido na produção: a exibição das imagens em uma frequência maior do que aquele em que os filmes e séries foram filmados.

Maioria das produções televisivas é gravada em uma frequência de 24 quadros por segundo, o que é um número relativamente baixo considerando que até as câmeras de celulares de hoje em dia, por exemplo, já registram imagens com mais de 60 quadros por segundo. Alguns dos motivos pelos quais a produção cinematográfica não acompanhou essa evolução, segundo a Super Interessante, são economia e, mais subjetivamente, a alegação de que uma frequência mais lenta leva nosso cérebro a interpretar as imagens nessa velocidade como algo irreal, facilitando a imersão em tramas fictícias.

O que as TVs fazem é observar o número de quadros na filmagem e aumentá-lo para que alcance a frequência do aparelho (normalmente 60,120 ou 240Hz, como aponta o Mashable).

“Nós e todo mundo em Hollywood colocamos tanto tempo e esforço e dinheiro para fazer as coisas terem o visual certo, e quando você vê na casa de alguém, parece que a coisa foi filmada num iPhone”, queixou-se Matt Duffer.

“É chocante!”, completou Ross. “Estávamos na Comic-Con, entramos no palco principal, e as configurações de cada TV estavam erradas. Eu fiquei tipo: ‘Não é um bando de nerds que montou isso? O que há de errado com eles?”

Cada televisor terá nomenclaturas diferentes nas configurações de imagem do aparelho, mas o conselho de Matt Duffer é: procure e desative todas as opções que incluírem “movimento” (ou “motion) no nome.

E dá para dizer que a questão não é um mero capricho dos irmãos Duffer. A Super Interessante aponta que outros diretores de Hollywood já reclamaram da questão por meio do Twitter. Entre eles, Edgar Wright (Baby Driver) e Rian Johnson (Star Wars: Os Últimos Jedi). Johnson ainda disse que “se você quiser que filmes pareçam diarreia, tudo bem. Mas isso deve ser uma escolha sua, não uma amarra que exige esforço para ser desfeita”.

Bom, agora você tem tudo de que precisa para assistir a Stranger Things “do jeito certo”.

[Smashable, Vulture, Super Interessante]