Você está olhando para uma imagem de satélite de Dasht-e Lut, um deserto de sal no sudeste do Irã. Se você acha que ele é um pouco estranho, é porque realmente é: este é considerado o lugar mais quente da Terra.

A maior temperatura já registrada em superfície – por satélites do espaço – foi neste deserto em 2005. Ele chegou a surpreendentes 70,7ºC. Inacreditável.

Então o que vemos nesta imagem, exatamente? A Agência Espacial Europeia explica:

A área central da imagem são as longas cordilheiras paralelas esculpidas pelo vento. A área escura no leste é uma extensão das enormes dunas de areia, algumas delas chegando a 300 metros de altura. No canto superior direito, vemos uma área verde, uma água rasa que atravessa a fronteira do Irã com o Afeganistão. No canto inferior esquerdo vemos as montanhas Jebal Barez cobertas de neve.

A imagem foi capturada pelo instrumento MERIS da Envisat. E é um bom lembrete de que não devemos ficar reclamando o tempo inteiro do calor. [ESA]