Diferente do seu concorrente no universo Android, o Galaxy S III não pareceu tão bacana visualmente quanto o One X, da HTC. Visual meio batido, curvas pouco inspiradas, uma cor azul bem questionável… Até de saboneteira já chamaram o poderoso quad-core sul-coreano. Antes de xingar os designers da Samsung, veja essa outra hipótese: o design do S III pode ter sido moldado por advogados, tudo para evitar (mais) problemas legais com a Apple.

A hipótese de que o Galaxy S III tenha sido feito com atenção máxima para que os detalhes não lembrem os do iPhone foi levantada pelo Android Police. De fato, nas várias disputas judiciais que as duas gigantes, Samsung e Apple, travam mundo afora, a similaridade entre os aparelhos de ambas sempre foi o principal ponto de discórdia.

Em abril de 2011, a Apple listou os pontos onde a Samsung supostamente teria “se inspirado” no iPhone para construir seu smartphone topo de linha:

  • “Produto em formato retangular com quatro cantos arredondados uniformemente;
  • A superfície frontal do produto dominada por uma tela com bordas pretas;
  • Como nos produtos iPhone e iPod touch, bordas pretas substanciais acima e abaixo da tela tendo praticamente as mesmas dimensões bordas pretas mais finas em cada lado da tela com praticamente as mesmas dimensões;
  • Como no produto iPad, bordas pretas substanciais em todos os lados com praticamente as mesmas dimensões;
  • Uma moldura dourada cercando o perímetro da superfície frontal;
  • Uma representação de uma grade com ícones quadrados coloridos com cantos arredondados uniformemente; e
  • Uma linha inferior de ícones quadrados (o ‘Springboard’) à parte dos outros vários ícones e que não muda como outras páginas da interface de usuário quando vistas.”

Coincidência ou não, o projeto do Galaxy S III não cai em praticamente nenhum desses pontos. O contorno e espessura das bordas superiores e inferiores são levemente diferentes, não há moldura prateada, os ícones têm outros formatos além do quadrado e a fileira de ícones, fixa no app drawer até o Galaxy S II, no S III some. E nada de versão preta, apenas azul e branca.

Feio ou bonito, os argumentos são fortes e o desgaste que esses confrontos judiciais já causaram talvez justifique tamanho preciosismo, mas não dá para afirmar que a Apple tenha influenciado tanto assim, ainda que indiretamente, no desenvolvimento do Galaxy S III. Ou dá? [Android Police]