O Symbian^3 ainda tem muito chão pela frente: apesar de que não será mais usado em smartphones top de linha da Nokia (o N8 foi o último), ele ainda estará em muitos outros celulares da empresa. E agora a Nokia divulgou uma boa novidade: em vez de esperar por uma nova versão do sistema para lançar novidades, o Symbian receberá atualizações incrementais. Ou seja, agora não se fala mais de Symbian^3 ou Symbian^4 – apenas Symbian.

Isto é uma ótima novidade: além de evitar o problema de fragmentação com versões diferentes do Symbian – toma essa, Android! – o Symbian poderá dessa forma melhorar aos poucos a experiência do usuário, que é o grande problema do OS. (O primeiro item na lista de melhoras deveria ser um teclado QWERTY na vertical.)

A Nokia ainda declarou que usará apenas a plataforma Qt para desenvolver aplicativos – com ela, é possível criar apps para Symbian e MeeGo de uma tacada só. O Qt parece ser a grande aposta da Nokia para fornecer apps para os dois OSs: o MeeGo em smartphones high-end, e o Symbian nos outros aparelhos. Eles também prometeram implementar o HTML5 tanto na linguagem Qt como no navegador.

E pra quem diz que "a Nokia morreu": eles acabaram de divulgar o resultado financeiro, e a receita e lucro operacional cresceram quando comparados ao mesmo trimestre do ano passado – para 7,2 bilhões e 807 milhões de euros, respectivamente. Claro, eles ainda precisam se mexer para ganhar no mercado de smartphones – por isso as mudanças na gerência e uma reestruturação, que deve reduzir em 1.800 o número de funcionários da Nokia.

A Nokia parece agora estar tomando as decisões certas – dado que colocar o Android (ou Windows Phone 7) nos aparelhos da empresa não é uma opção. [Nokia Conversations via Engadget; Nokia via Wall Street Journal via Engadget; imagem via]