Se a opinião de jogadores profissionais de diversas seleções pode ser posta em xeque por razões mercadológicas, nada melhor do que ler e ver relatos dos clássicos peladeiros de fim de semana para saber se a Jabulani, a bola da próxima Copa do Mundo, é tão estranha assim. E o parecer dos amadores só aumenta o coro contra a pelota.

Nos últimos dias, a discussão sobre a bola só tem aumentado. Explicamos onde a Adidas pode ter errado na mão, principalmente nas mudanças que ela batizou de grip’n’groove e suas ranhuras internas e externas. Mas palavras não se aproximam da opinião de quem já brincou com a Jabulani num jogo. Espaço aberto para dois comentaristas do Giz, que relataram seus momentos únicos com a bola. O primeiro a falar foi o leitor digoals. Como goleiro da pelada de fim de semana, seu relato vale ouro:

"Todo sábado eu jogo uma pelada de Society com amigos. No sabado, dia 15, o organizador da pelada apareceu com uma Jabulani novinha. Só 1 cara dentre 15 gostou da bola. E juro pra vocês que comentei com esse cara a exata frase: "Cara, acho que pegaram aquelas bolas dente de leite, disfarçaram de Jabulani e venderam pro nosso amigo… não é possível!". 

Eu sou goleiro e achei ela agradável de espalmar e encaixar, mas ela é realmente muito leve e esquisita na linha que ela segue. Na pelada eu fui a favor de seguir jogando com ela, pra ver se a galera acostumava, mas não quiseram. Acabaram comprando uma outra bola de Society, dessa vez da Penalty e a reserva passa a ser nossa antiga bola da Nike. Jabulani, agora, só naquele aquecimento pré-pelada."

Ou seja, mesmo com o Diego querendo levar mais gols, o pessoal nunca mais quis brincar com a Jabulani. Já o Jorge Jr endossou o discurso do goleiro Bravo, da seleção chilena, que disse que os movimentos que a bola faz na chuva são péssimos para os goleiros, e ainda no final corrobora com a opinião do goleiro Júlio César, que chamou-a de “bola de supermercado”:

“Eu tive a chance de dar uns chutes nessa bola nova. Ela é linda e realmente imprevisível em condições de campo molhado. Ela ganha MUITA velocidade quando bate em grama molhada e quando você bate com força nela é como se ela deformasse mais que o normal. Peraí, acho que tô de fato descrevendo uma bola "dente de leite"…”

Mas se você acredita que uma imagem vale mais do que mil palavras de nossos fiéis leitores, o que dizer sobre esses dois vídeos do YouTube sobre a Jabulani? Na primeira filmagem, feita num campinho amador da Alemanha, três chutes mostram o excesso de curva. O que mais chama a atenção é o terceiro chute; a bola muda de direção a poucos centímetros do goleiro, que toma o gol.

O segundo vídeo prova o mesmo: mesmo chutando para fora, no último instante a Jabulani faz uma curva para dentro, quase batendo na trave. Confira: 

No fim, as críticas continuam. Hoje foi a vez de Robinho dizer que “parece o Roberto Carlos chutando” e que “quem fez essa bola nunca jogou futebol”. Mas o eco sobre a Jabulani não fica só para quem tem um microfone na cara. O pessoal que também bate uma bolinha de domingo, junto com um bom churrasco, também cravou: Jabulani em português significa “estranha”.

 

Crédito da imagem: Shine 2010