Will Burrard-Lucas gosta de fotografar animais africanos desprevenidos usando câmeras estrategicamente posicionadas. Para seu projeto mais recente, o fotógrafo da vida selvagem tentou capturar imagens de animais noturnos fazendo suas tarefas noturnas, e os resultados são espetaculares.

Burrard-Lucas, com a ajuda de African Parks e Norman Car Safaris, recentemente fez duas expedições para o parque Liuwa Plain, um parque nacional remoto no oeste da Zâmbia. Seu objetivo era capturar imagens incríveis de animais em baixas condições de iluminação, o que pode ser uma tarefa formidável e tecnicamente desafiadora.



bettlecam

Seu primeiro objetivo era de tirar fotos mostrando os animais debaixo do céu belo e estrelado. “Para conseguir essas imagens, eu precisaria de uma lente grande-angular e de uma perspectiva no nível do chão para que eu pudesse observar o animal e ter o céu como pano de fundo,” explicou em seu blog. “A BeetleCam, minha câmera de controle remoto, seria uma ferramenta perfeita para isso.”

Durante sua primeira noite em Liuwa, ele conseguiu fotografar um grupo de leões, na imagem que se tornou uma das suas preferidas de todo o projeto.

“As hienas superaram os leões em número, e são os predadores dominantes em Liuwa Plain,” disse Burrard-Lucas. “Elas são principalmente noturnas, então se tornaram o assunto ideal para o projeto.” Em uma das imagens, algumas das hienas caminharam em direção ao flash, formando imagens fantasmagóricas à direita e à esquerda do animal no centro da foto.

Ao configurar suas armadilhas de câmera Camtraptions próximo a um bebedouro, Burrard-Lucas conseguiu capturar imagens de um porco-espinho e de uma zebra bebendo alguns goles. As zebras não são particularmente conhecidas por atividades noturnas, então a imagem surpreendeu o fotógrafo. Em outra das imagens, um grupo de antílopes redunca-redunca é visto em frente a chamas, em uma foto que ficou particularmente impressionante.

As tempestades em Liuwa Plain são bastante dramáticas, então Burrard-Lucas tentou fotografar relâmpagos conforme eles apareciam por trás de um animal. “Eu encontrei uma hiena e alinhei ela à tempestade. Então tirei fotos de longa exposição torcendo para que um relâmpago atingisse o ponto certo para criar uma silhueta para o animal,” diz Burrard-Lucas. “A hiena estava se movendo então manter ela alinhada com a tempestade foi bem difícil, mas minha perseverança foi recompensada com uma bela imagem.”

Confira todas as fotos em uma só página aqui. Você pode ler mais sobre o projeto e as técnicas usadas pelo fotógrafo em seu blog.

Fotos por Will Burrard-Lucas