A Folha conseguiu acesso a dados da consultoria IDC, segundo os quais foram vendidos cerca de 200.000 tablets no Brasil no primeiro semestre deste ano. Puxaram as vendas o iPad, da Apple, e o Samsung Galaxy Tab. O número ainda é baixo – para cada tablet, foram vendidos 19 notebooks – mas isto vai mudar.

Luciano Crippa, gerente de pesquisas da IDC Brasil, diz que “até 2015 serão quatro notebooks para cada tablet”. O mercado para tablets já está crescendo, na verdade: enquanto foram vendidos 200.000 tablets em seis meses de 2011, foram vendidos apenas 100.000 tablets durante todo o ano de 2010. E a IDC estima que serão vendidos, no total, 450.000 unidades este ano.

Veja que o Honeycomb nem teve destaque: é que o primeiro tablet com Android 3.0, o Motorola Xoom, chegou ao Brasil só em abril, e os concorrentes com Honeycomb (Asus Transformer, Acer Iconia, Galaxy Tab 8.9/10.1) desembarcaram a partir de agosto. Então o primeiro semestre parece ter sido apenas uma continuidade do ano passado, quando só iPad e Galaxy Tab estavam presentes no mercado, em meio a xing-lings. Os números do segundo semestre devem ser mais interessantes.

E os desktops e notebooks? A IDC diz que, entre janeiro e junho, foram vendidos 3,8 milhões de notebooks, contra 3,7 milhões de desktops. Enquanto os desktops perdem relevância, os notebooks saem na frente. Veremos algo semelhante com os tablets? [Folha]