Se você está com dificuldade em encontrar CDs virgens, dê uma passadinha em Paris: a arquiteta Clémence Eliard e a artista Elise Morin fizeram um tapete com 65.000 deles no Centquatre, um espaço de arte que antes era uma funerária.

Os CDs não são todos virgens, apenas descartados, mas vai que você dá sorte! Eles foram ligados uns aos outros com cabos, e colocados por cima de colinas infláveis. A instalação ficará em Paris até 10 de setembro, quando será levada para outros espaços de arte. Quando a obra chegar ao fim, os CDs serão reciclados. [WasteLandscape via Dezeen]