Do outro lado do universo, um buraco negro está devorando imensas quantidade de matéria e cuspindo fora uma parte num jato que tem 150 anos-luz de comprimento. Um cientista chamou o acontecimento de “buraco negro com indigestão“.

O Observatório Europeu do Sul tirou algumas fotos do processo caótico usando o Atacama Large Millimeter/Submillimeter Array (ALMA ou Grande Conjunto telescópico milimétrico/submilimétrico do Atacama), localizado no Chile. O ALMA é o maior telescópio terrestre do mundo e foi capaz de produzir uma imagem que mostra em detalhes como o buraco negro está dobrando e compactando a matéria na galáxia NGC 1433. Uma atividade similar foi avistada na galáxia PKS 1830-211, como retrata a imagem abaixo em menor resolução. O fenômeno foi uma surpresa para os cientistas da Organização Espacial Europeia que observam buracos negros.

original

“O registro desse caso de buraco negro com indigestão foi completamente acidental”, disse Sebastien Muller num comunicado. “Uma análise cuidadosa desse comportamento inesperado nos levou à conclusão de que, por pura sorte, nós estávamos observando exatamente o momento em que matéria nova entrou na base do jato do buraco negro.”

As novas imagens do ALMA demonstram as capacidades únicas do telescópio gigante, que em breve alcançará o que se chama de sensibilidade total, quando todas as suas 66 antenas entrarem em operação no final do ano. Se o ALMA consegue esse espetáculo com uma indigestão, imagine como serão as fotos de momentos mais agradáveis do espaço. [NBC News]

original (1)

Imagens via ALMA