Desde que foi comprado pela Microsoft, o Skype pouco mudou. Saíram algumas versões já sob as asas da empresa de Redmond, mas a maioria, se não todas, composta apenas por correções e mudanças tímidas, quase imperceptíveis. Isso, até agora.

O Skype 5.11, ainda em estágio beta, já traz algumas mudanças sutis na interface que refletem a pegada mais “plana” do Windows 8. Menos degradês, menos formas arredondadas, tudo mais reto e com cores sólidas. Além disso, o programa agora se conecta com a rede de bate-papo da Microsoft, do MSN/Windows Live Messenger, inclusão que tem potencial para transformar o Skype em uma central unificada de comunicação — além dos contatos diretos, o programa já tinha integração com o bate-papo do Facebook. Há teorias de que a Microsoft migre de vez para o Skype e descontinue o Windows Live Messenger; seria meio drástico, mas não tão maluco algo assim acontecendo.



Skype 5.11: mais parecido com o Windows 8.

O Verge soube que as mudanças não param por aí. O Skype deve continuar a ter seu visual modificado para refletir o padrão visual da Microsoft, e até o fim do ano, provavelmente um mês antes do Natal, ele ganhará um recurso de vídeo mensagens — pense em uma secretária eletrônica em vídeo. Essa novidade lembra muito um serviço semelhante que a empresa já tentou, atrelado ao então Windows Live Messenger, o Windows Live Video Messages (quem batizava essas coisas?). Ele foi descontinuado em julho de 2010.

Por fim, mas não menos importante, uma versão moderna do Skype também está sendo feita. Ela deverá atender principalmente usuários de tablets com Windows RT, onde o programa tradicional não rodará, e, claro, terá um visual todo estiloso (o da imagem que abre o post). O Neowin deu uma olhada em uma versão vazada mês passado e as primeiras impressões foram boas. [The Verge, Skype Garage via Pocketables, Neowin]