O recurso Assistência Wi-Fi do iOS 9 alterna para a conexão 3G/4G quando sua rede Wi-Fi estiver ruim. Ele é ativado por padrão, e vem silenciosamente acabando com a franquia de dados dos usuários. Por isso, ele rendeu uma ação judicial contra a Apple.

Um casal da Califórnia está processando a Apple por US$ 5 milhões em danos relacionados à Assistência Wi-Fi. A ação alega que, após a atualização para o iOS 9 no iPhone 5s, o casal teve que arcar com cobranças adicionais por ter estourado o limite de dados.

Dado o número de pessoas afetadas – em tese, quase todo usuário do iOS 9 – o processo avalia danos potenciais acima de US$ 5 milhões.

Se o processo tem mérito ou não, cabe ao tribunal decidir, mas isso mostra que a Apple enfrenta um problema real com a Assistência Wi-Fi. Depois que o iOS 9 foi lançado, diversos usuários reclamaram que a atualização estava causando um aumento no uso de dados.

Até mesmo um ex-funcionário da Apple, que trabalhou com atendimento ao cliente para recursos Wi-Fi no OS X, escreveu um artigo. Ele concorda que há um problema, e destacou a política corporativa da Apple como a culpada:

Esta situação deixa claro para mim que ainda há forças dentro da Apple que impedem qualquer tipo de solução real e abrangente de ser implementada. Balcanização, má gestão e algumas decisões desinformadas por executivos contribuíram para o problema…

Em minha experiência, o recurso não é muito transparente: mesmo sabendo que ele estaria ativo quando o ícone do Wi-Fi estivesse cinza, eu não cheguei a notá-lo em ação, mas usei cerca de um terço a mais dos meus dados desde que baixei o iOS 9.

Por isso, é melhor desativar a Assistência Wi-Fi. Vá até Ajustes -> Celular, deslize até o final da tela para encontrar a Assistência Wi-Fi e desligue-a. Também é possível fazer isso procurando “Assistência Wi-Fi” dentro do app Ajustes.

WIFIASSIST

Mais casos

Não é a primeira vez que a Apple é processada por causa do iOS.

No ano passado, um processo judicial quis condenar a empresa por lançar uma atualização – o iOS 8 – que ocupa muito espaço no dispositivo. Em fevereiro, foi aberto outro processo com a mesma reclamação. Eles se juntaram em uma ação civil pública que será analisada em 12 de novembro. A Apple já pediu para o tribunal desconsiderar a ação.

E, também no ano passado, uma ex-usuária de iPhone processou a Apple por causa do iMessage. O serviço se integra ao app Mensagens, que também envia e recebe SMS.

Se um usuário de iPhone envia uma mensagem para você, e você tem um iPhone, ela vai através do iMessage – mesmo se você mudar para o Android ou Windows Phone. Dessa forma, as mensagens de seus amigos com iPhone ficam em um “purgatório”, sem que você possa recebê-las. A Apple demorou, mas lançou uma ferramenta que resolve isso.

A juíza responsável pelo caso decidiu dispensar o processo, argumentando que a ação não deixou claro que todos os usuários sofreram uma inconveniência por causa do iMessage.

[Apple Insider]

Colaborou: Felipe Ventura.