Tênis de corrida são um assunto delicado. Algumas pessoas gostam de amortecimento mínimo para promover boa forma, outros preferem algo mais projetado. O novo Adidas Energy Running se aproxima mais do último lado de uma maneira impressionante. Talvez até demais.

Então “Energy Running” significa que a Adidas tem duas novas coisas para colocar nos seus tênis. A primeira é chamada Spring Blade, um novo design que parece encaixar novamente quando você flexiona seu pé. É um design simples e elegante.

O outro é chamado material Boost. Ele está substituindo o padrão de cinco anos na indústria da espuma EVA, que é encontrada, segundo a Adidas, em 90% a 95% de todos os tênis de corrida. A grande mudança – ou o que a Adidas alega, pelo menos) é que o novo material retorna muita energia sem perder o conforto. A Adidas diz que até agora não tinha conseguido combinar os dois recursos.

energyrunning2

O que “retorno de energia” significa, basicamente, é que o Boost é saltitante que nem o inferno. E isso significa que é mais fácil executar os pulos do Pernalonga com ele. A comparação que a Adidas fez foi com uma bola de metal sendo jogada no concreto, a espuma EVA e Boost. A espuma pulou mais que o concreto, mas o Boost ganhou dos dois.

O material Boost é classificado para continuar exatamente como na hora que sai da caixa por até 500 quilômetros, e a Adidas diz que ele consegue se manter por mais tempo que qualquer outro material. Mas outros materiais também são classificados para durar bastante e não duram tanto. É uma boa promessa, no entanto. Pense em algo como a bateria do seu laptop: você nunca vai conseguir o que o fabricante afirma, mas é uma boa referência comparativa.

A verdadeira questão, no entanto, veio de um dos convidados da Adidas: isso é legal? Por que por mais impressionante que a tecnologia pareça no palco, esse “retorno de energia” parece muito com a técnica de lâmina de aceleração de Oscar Pitorious, ou aquelas roupas de natação de anos atrás que ajudaram a quebrar vários recordes mundiais. Diferentemente de muitas outras mudanças de design ao longo dos anos que reduziram a velocidade e encorajaram a melhor forma humana, isso parece um material que vai melhorar o que você pode fazer. Talvez não seja tão ruim quanto raquetes de grafite em Tênis, mas ainda será uma grande questão se o Boost for tão bom quanto a Adidas afirma – o que, é claro, ainda é um grande “se”. Ainda assim, é algo para manter os olhos abertos.

energyrunning1

Muitos dos desenvolvimentos em esportes são questionáveis. Muita coisa é vendida como “novidade” mas não é nada além de uma linha de produtos da estação. Após alguns minutos com os tênis Boost da Adidas, eles realmente são leves e confortáveis. E sim, eles saltam bastante – apesar de ser difícil dizer o quão diferente isso é do sentimento Oh Meu Deus Eu Posso Correr Em Qualquer Lugar que você tem quando acaba de calçar pela primeira vez um novo tênis de corrida.

Então esse é o Energy Running. Muitas das promessas só serão verificadas após uso extenso e longas corridas. Especialmente vendo quanto os joelhos aguentam quando você usa trampolins nos seus pés. Derrick  Rose é um cara da Adidas, lembrem-se. E claro, o aspecto “legal” não significa nada para quem corre por diversão. Mas por enquanto, é promissor, parece bem legal, e se tudo cumprir o que foi dito, bom demais para ser legal.