Tem algo bastante incongruente entre o vídeo de Eric Jacqmain, onde ele demonstra um raio solar da morte com a intensidade de 5.000 sóis (segundo ele próprio)… e a música de fundo tranquila e relaxante do vídeo.

O adolescente americano de 19 anos mora no estado de Indiana, onde ele estava escondendo este raio da morte que custou apenas US$90 para ser feito, até ser destruído em um incêndio. Suicídio?

Como você pode ver no vídeo abaixo, ele só teve que tirar a antena de 1,75m, alinhá-la para pegar um pouco da luz do sol, e então qualquer coisa que entrasse no “ponto focal” (que tinha cerca de um a dois centímetros de tamanho) pegava fogo instantaneamente. Mas seria bom usar luvas ao colocar a mão perto do ponto focal, né Eric?

Como o raio da morte original de Jacqmain foi destruído, ele está fazendo um ainda maior, com 32.000 espelhos. Acho que se os EUA fossem invadidos, as forças militares poderiam chamar Arquimedes e seu raio de calor (mal aê, Eric) pra ajudar? [Eric Jacqmain via Daily Mail]