O Aeroscraft é um novo tipo de aeronave: esta evolução do zepelim possui um corpo semi-rígido, que sobe aos ares com bolsões de hélio – como um dirigível – mas que alça voo como um avião devido a seu formato. Ele pode mudar a forma como entendemos as viagens aéreas, e como se realiza transporte de carga.

De acordo com a Aeros, empresa que criou esta aeronave, “a configuração final e os testes de funcionalidade… foram concluídos e o veículo de demonstração em subescala do Aeroscraft atravessou a linha de chegada”. Você pode vê-lo em movimento no vídeo abaixo.

A aeronave entrará em fase de testes de voo ao longo dos próximos 60 dias. Depois disso, a Aeros vai construir a versão completa e maior. Sim, esta aeronave gigante é apenas uma versão pequena do que está por vir. Imagine só.

O CEO da Aeros, Igor Pasternak, acredita que “este é realmente o início de uma solução global em transporte vertical, talvez para os próximos 100 anos”. Imagine ter a capacidade de transportar enormes quantidades de material ou pessoas a qualquer distância, sem a necessidade de uma infraestrutura terrestre totalmente dedicada a isso – como um aeroporto.

aeroscraft-takeoff

O Aeroscraft não requer pista de decolagem porque ele sobe aos ares na vertical. Para decolar, ele usa motores turbopropulsores a jato. Uma vez no ar, ele usa bolsões de hélio dentro de uma estrutura rígida para controlar a altitude. Quando o piloto quer descer, o veículo precisa ficar mais pesado, então o hélio é comprimido e armazenado em câmaras. Isso cria um vácuo que é preenchido por ar, mais pesado que o hélio – isso faz o Aeroscraft descer. Para subir, basta expulsar o ar e preencher o espaço com hélio.

A Aeros testa a inclusão de componentes para um hotel, casino ou spa dentro do Aeroscraft. Uma versão para civis seria capaz de oferecer viagens de luxo no ar a qualquer altitude, assim como um navio de cruzeiro. A uma velocidade de 220 km/h, ele não seria mesmo ideal para viagens rápidas: seria para passar três ou quatro dias, de Nova York a San Francisco, lentamente voando sobre o Grand Canyon ou as Montanhas Rochosas, observando a paisagem incrível enquanto você saboreia um coquetel, ou janta confortavelmente em um restaurante com enormes janelas de vidro. É isso que o Aeroscraft em tamanho completo será capaz de oferecer, e eu serei o primeiro na fila para experimentar.

Mas por enquanto, as primeiras versões devem ser voltadas para transporte de carga, inclusive para fins militares. O Aeroscraft em tamanho completo poderá levar carga para lugares difíceis de se chegar (sem pistas de pouso, por exemplo) e transportar bastante peso – até 60 toneladas, segundo a Aeros, suficiente para carregar pesadas turbinas eólicas. Por mais que o Aeroscraft não seja tão rápido (220 km/h), ele pode realizar tarefas que um avião ou helicóptero não conseguiriam.

Mal posso esperar para ver estes gigantes atravessando os céus. [Aeroscraft; BBC, HowStuffWorks e GizMag]

aeroscraft2 aeroscraft3