Quem está esperando as smart TVs ficarem mais espertas para comprar uma ganhou um bom motivo para preparar o bolso. A Gaikai fechou acordo com Samsung e LG para introduzir a sua tecnologia nas linhas 2012 das duas empresas. Nas TVs da Samsung (série 7000 e superiores), o closed beta já está funcionando. Espera, Gaikai? É de comer?

A Gaikai oferece uma tecnologia de jogos na nuvem, mais ou menos como a OnLive. A ideia é rodar os jogos pesados, títulos AAA que o seu, o meu, os nossos computadores sofrem para dar conta, em robustos servidores e para a “saída”, para a tela do usuário, fazer o streaming. Os comandos dados no joystick são enviados via Internet, processados nos servidores da Gaikai e retornam junto com os gráficos e áudio do jogo. Claro, depende de uma conexão rápida e de baixa latência.

O beta fechado da Gaikai nas TVs da Samsung acompanha um joystick da Logitech e alguns joguinhos. A ideia dos responsáveis pelo serviço, que recentemente foi adquirido pela Sony, é tornar a jogatina na nuvem tão ubíqua quanto o YouTube, ou a música, é hoje na Internet. Eles já fizeram isso com uma demo de Mass Effect 3 rodando no navegador; os planos para o futuro visam tornar jogos pesados e de grandes estúdios tão fáceis de “incorporar” em sites e compartilhar em redes sociais quanto vídeos são hoje. Neste extenso “por dentro da Gaikai” publicado no Verge (onde saiu o vídeo acima), os criadores da brincadeira dão mais detalhes sobre suas aspirações e planos para o futuro.

No mínimo, algo assim em uma TV smart chama a atenção — mais do que apps de redes sociais e gestos naturais não tão naturais assim —, dá mais utilidade prática. E chega a ser curioso que o PC, sempre tido como a plataforma mais cara e complicada, acabe como a mais simples e, para o usuário, barata. No mundo ideal, onde conexão à Internet é sempre rápida e disponível, basta ligar a TV e escolher seu jogo. Isso é computação na nuvem ou, para ser mais exato, video game na nuvem. Não há previsão de quando a versão final do “app” da Gaikai chegará. [Engadget, The Verge]