Alguns sites pela internet contam com um pequeno botão “Send to Kindle”, que envia o conteúdo em texto deles para ser lido em um leitor de e-book da Amazon, ou no app do Kindle. Como um Pocket e outros semelhantes. Agora a Amazon criou uma maneira de gerenciar esses textos pelo Amazon Cloud Drive.

Através de um email enviado para seus clientes, a Amazon anunciou a mudança. Agora, os textos e arquivos pessoais (documentos do Word, por exemplo) armazenados na biblioteca do Kindle estarão em uma pasta “Documentos para enviar ao Kindle” dentro do Amazon Cloud Service. Nela, você pode editar, apagar, ler ou fazer o que quiser com esses arquivos.



Além disso, a Amazon adicionou 5GB de espaço no Cloud Drive para esses documentos pessoais aos 5GB que já disponibilizava gratuitamente – agora são 10GB! Mais uma opção de serviço para guardar seus documentos, fotos e vídeos na nuvem para acessar em qualquer lugar – o Cloud Service se aproximou agora do Google Drive, Dropbox ou OneDrive da Microsoft. [The Verge, TechCrunch]