Quando uma empresa diz que está trabalhando para trazer um netbook com o Android ao mercado, as pessoas pressupõem certas coisas: a empresa vai criar uma nova interface para seu netbook; o hardware atenderá às necessidades do sistema operacional do Google, que é bem leve; o netbook será barato. A Acer não fará nada disso.

O netbook com Android na verdade será um netbook com Windows XP, tendo os dois sistemas em dual boot. Parece inofensivo, mas não é:

[O vice-presidente da Acer James] Wang destacou que a estratégia dual-boot é mais segura para a Acer, já que a aceitação da plataforma Android é incerta no momento… A Acer será capaz de promover o Android como uma função de valor adicionado, similar à Express Gate da Asustek Computer, para então poder cobrar um preço maior.

Chamar o Android de característica a mais é não entender a importância dele: o Android é de graça, o XP não. Incluir uma versão manca e pouco trabalhada do Android num netbook que já existe deixa o Android num plano secundário, o que nem nós nem outros amantes da tecnologia tínhamos em mente esta semana.