Isso me pegou um pouco de surpresa: o Android agora é a plataforma de smartphones que mais vende no mundo, tirando o primeiro lugar que o Symbian detinha há dez anos. Bem, com o crescimento explosivo do Android e quedas consecutivas do Symbian em market share, isso iria acontecer uma hora ou outra – mas até que foi rápido. Não dá mais pra se gabar, Symbian.

No último trimestre de 2010, foram vendidos 32,9 milhões de smartphones com Android e 31 milhões com Symbian no mundo inteiro. O mercado mundial de smartphones teve expressivo crescimento de 89% em um ano, puxado principalmente pelo Android – que cresceu absurdos 615% – e pelo iPhone, que vendeu 86% a mais em um ano.

Fãs da Nokia, não chorem ainda: a Nokia continua sendo a fabricante que mais vende smartphones no mundo – é a plataforma dela que está perdendo espaço para o robozinho. Só que o Android inegavelmente ajudou nas vendas das fabricantes: a LG, Samsung e HTC tiveram aumento de 4.127%, 1.474% e 371% nas vendas de aparelhos com Android, respectivamente, em apenas um ano. Sim, a base é pequena – havia poucos smartphones com Android até dezembro de 2009 – mas os números impressionam.

Mas temos más notícias para a Nokia. O Symbian perdeu primeiro lugar no mundo, e a Nokia perdeu o primeiro lugar na América Latina: agora é a RIM, fabricante do BlackBerry, que está na frente nas vendas, por uma diferença de um milhão de aparelhos. A Nokia também está perdendo espaço no grande mercado da China, onde sua participação despencou de 76% para 56% em apenas um ano.

E a crise deve continuar: como dissemos, a Nokia já avisou que o primeiro trimestre deste ano será difícil para a empresa, e o CEO Stephen Elop até sugeriu usar outras plataformas na Nokia, o que muitos entenderam como adotar eventualmente o Android nos aparelhos da finlandesa.

Outros detalhes

Pela tabela, vemos que a Microsoft foi a única cujas vendas caíram dentre as plataformas de smartphones. Segundo a Canalys, “os dispositivos com Windows Phone 7 apareceram tarde demais no trimestre para levar vantagem das compras de final de ano. Por isso, a Microsoft perdeu espaço nos EUA, de 8% no fim de 2009 para 5% no fim de 2010”.

Vale notar que os números da tabela para a plataforma do Google se referem às vendas do Android e das plataformas OMS e Tapas, variações do Android vendidas na China. Essas variações foram vendidas em um total de 400 mil aparelhos; o Android foi vendido em 32,9 milhões de smartphones, totalizando os 33,3 milhões que você vê na tabela.

E, em geral, o mercado de smartphones deve ficar ainda mais competitivo em 2011. Como diz o analista da Canalys, Chris Jones, “os fabricantes devem usar novas tecnologias, como processadores dual-core, NFC e telas 3D para diferenciar seus produtos”.

Mais detalhes no site da Canalys. [Canalys via Reuters via Engadget]