Quer saber mais sobre porque a Lua parecerá maior do que o comum esta noite, ou o que isso tem a ver com um eclipse lunar? Esta rápida animação da NASA explica os conceitos básicos deste evento astronômico.

Isso é chamado de “superlua”, mas na verdade é uma ilusão de ótica bastante simples. Como você pode ver na animação, hoje à noite a Lua estará no perigeu, a parte de sua órbita mais próxima da Terra.

Geralmente dizemos que a Lua está a cerca de 383 mil quilômetros de distância, mas isto é um valor médio; a distância varia dependendo de onde ela está em sua órbita. No apogeu (ponto mais distante de sua órbita), a Lua fica a 405,5 mil km da Terra; no perigeu, são 363,4 mil km de distância. Como a Lua estará perto, ele parecerá cerca de 14% maior do que o comum.

A superlua de hoje coincide com um eclipse lunar total. A Terra vai passar entre a Lua e o Sol, lançando uma sombra avermelhada sobre a superfície dela – é a tal “lua de sangue”. Este fenômeno acontece apenas uma vez a cada duas décadas. A segunda metade da animação da NASA mostra como a vida na Terra mudou de um eclipse com superlua para o outro, e como estaremos em 2033 quando o próximo acontecer.

Se você tiver um bom par de binóculos, será possível obter uma visão mais detalhada da superfície lunar: a superlua de hoje deve oferecer uma visão ainda melhor das planícies e crateras da Lua. Quando o eclipse começar, dê uma olhada ao longo da borda da sombra, onde a iluminação vai destacar bastante o relevo do terreno.

O eclipse deve começar logo após às 22h (horário de Brasília), e a Lua estará completamente vermelha por volta das 23h45.

[NASA Astronomy Picture of the Day]