Os animais são como nós, todos eles querem cometer crimes e lutar contra a opressão estrutural. E, nesta semana, muitos animais parecem estar agindo de acordo com seus impulsos mais sombrios. Embora todo o resta possa não estar dando certo para os animais, eles certamente estão conseguindo realizar crimes.

Não temos certeza de por que tantos animais estão cometendo crimes nos últimos dias. Talvez eles foram inspirados pelo casuar que matou seu dono, um homem da Flórida chamado Marvin Hajos, no início deste mês, saindo impune. Na cobertura do New York Times sobre o leilão da propriedade de Hajos, que inclui o pássaro assassino, o jornal apontou que “não ficou claro por que o pássaro que matou o Sr. Hajos não foi abatido após o ataque”.

Qualquer que seja a razão, os animais estão prontos para zoar com tudo.

Por exemplo, considere este esquilo em Syracuse, Nova York, que foi filmado atacando um policial. O animalzinho se agarrou ferozmente à perna do policial, sem se deixar intimidar pelas armas no cinto a poucos centímetros dele.

O esquilo parece ter fugido do local, evitando a prisão. Enquanto isso, um papagaio em Teresina, capital do Piauí, não teve tanta sorte. O pássaro foi preso na segunda-feira (22) porque quase estragou uma batida policial ao gritar “mamãe, polícia!” para seus donos suspeitos de tráfico de drogas quando as autoridades chegaram para prendê-los.

Desde sua prisão, o pássaro se manteve de bico fechado, recusando-se a falar com as autoridades, apesar de um esforço para convencê-la a dedurar seus donos.

O pássaro ficará preso em um zoológico local por três meses, segundo o Globo. Lá, será ensinado a voar. Depois de reabilitado, espera-se que ele seja liberado.

E não é só a polícia que os animais estão enfrentando. Na quarta-feira (24), um tigre-de-bengala no Arizona, EUA, atacou um de seus capturadores — Jonathan Kraft, um ex-ilusionista de Las Vegas que agora é diretor executivo da organização Keepers of the Wild Nature Park. Em meio a uma tempestade, Kraft tentou mover uns tigres para um local mais seguro, de acordo com um comunicado de imprensa da organização. Durante esse processo, Bowie, o tigre, atacou Kraft, agarrando-se a ele apenas com os dentes, pois suas garras foram removidas anos atrás.

Bowie, o tigre-de-bengala que atacou Jonathan Kraft. Imagem: Keepers of the Wild (Facebook)

Kraft teve seus ossos fraturados e sofreu várias feridas. Ele agora precisará de vários meses até se recuperar completamente.

Em outra história, um canguru que vivia em cativeiro em um rancho no Texas foi mais bem-sucedido do que Bowie em seu esforço de fuga. De acordo com o jornal Statesman, o marsupial de quase 1,5 metro de altura escapou no início desta semana. O policial local Ray Helm disse ao site que ele não planeja capturar novamente o animal. “Se você conseguisse falar com ele, seria uma viagem ao pronto socorro, isso eu posso prometer”, disse Helm ao Statesman. “Não o estresse. Ele não infringiu nenhuma lei.”

Ele não infringiu nenhuma lei AINDA, você quer dizer.

Um peru em Stillwater, no Minnesota, quase certamente violou uma lei recentemente — invadindo uma propriedade. Uma mulher chegou em casa, na região Norte dos EUA, e encontrou sua janela completamente quebrada. Após uma inspeção mais detalhada, ela descobriu que o culpado era uma ave maníaca que esmagou os vidros duplos, morrendo no ato.

Já na costa oeste dos EUA, algum animal desconhecido também está vandalizando propriedades na área da Baía de San Francisco. Um morador preocupado escreveu uma carta para a coluna de conselhos do jornal Mercury News, perguntando sobre uma série recente de incidentes. “Depois de viver aqui durante quase 40 anos, de repente, estamos vendo buracos de toupeiras surgindo em todas as junções de nossa calçada e saída da garagem”, escreveu o homem. “De vez em quando, nós e alguns vizinhos vemos isso acontecer em nossos gramados, mas essa é a primeira vez que eu vejo isso nas áreas de concreto.” Criminoso? Alguns diriam que sim. Malandro? Certamente.

O que está levando essas criaturas a destruir propriedades públicas com abandono imprudente? O que elas estão conspirando em seus túneis debaixo da calçada?

É melhor ficarmos atentos. Os animais têm esperado, observando — estudando a humanidade e seus sistemas de poder. Agora eles estão finalmente prontos para começar a revidar.