O robô explorador Curiosity conseguiu executar um pouso bastante complexo em Marte, além de explorar o planeta vermelho um pouco. Mas ele ainda não está totalmente pronto para a missão: antes, ele precisa de uma atualização de software.

A NASA chama o update de “transplante de cérebro”, realizado ao longo de vários dias – assim como as atualizações do Windows em um computador novo.

O objetivo é fornecer ao Curiosity um software voltado mais para exploração, e menos para aterrissagem. O robô vai aprender a andar pela superfície do planeta alienígena, especificamente evitando obstáculos. Ben Cichy, engenheiro de software da NASA para o MSL, explica que:

Nós projetamos a missão desde o início para atualizar o software sempre que necessário, para diferentes fases da missão. A versão do software de voo que está no Curiosity é bastante voltada para pousar o veículo. Ele inclui muitas habilidades das quais não precisamos mais. Ele nos dá funcionalidades básicas para operar o rover na superfície, mas sempre esteve planejada a troca, após o pouso, para uma versão de software de voo que seja realmente otimizada para operações na superfície.

A atualização começou no dia 10 e deve terminar hoje. Aí, o robô explorador estará pronto para explorar. [NASA]