Além da atualização do Windows 10, a Microsoft também apresentou duas novas, belas e caras peças de hardware hoje (26): um novo Surface Book e um desktop chamado Surface Studio.

As novidades do Windows 10 Creators Update: Paint em 3D, realidade virtual e mais



microsoft surface studio

O Surface Studio chega para mudar a forma como vemos os desktops – ou, ao menos, para abrir caminho para o futuro dos desktops que a Microsoft quer. Com uma tela tão bonita quanto enorme de 28 polegadas PixelSense, este tudo-em-um é o primeiro desktop feito pela Microsoft na história.

microsoft surface studio (2)

A tela dele também é ultrafina: com 12,5 mm de espessura sensível ao toque e que também pode ser usada com canetas stylus. Além disso, a resolução do painel é de 4500×3000 pixels, e ele pode ser colocado deitado para facilitar anotações e ilustrações.

Por dentro, a Microsoft oferece opções que podem ter até processador Intel Core i7, 32GB de RAM, disco rígido de 2 TB e um chip gráfico Nvidia 980M – é verdade que essa GPU é do ano passado, mas ela ainda dá conta do recado e roda os principais jogos da atualidade, além de ser excelente para quem vai usar o aparelho para edição de vídeo.

Outros recursos bacanas do Surface Studio incluem protocolo wireless para usar até 4 controles do Xbox sem precisar de nenhuma peça adicional de hardware, câmera HD, microfone embutido.

surface-dial

Por fim, um acessório bem bacana anunciado pela Microsoft é o Surface Dial: você pode girar ele para navegar pelo histórico do documento que está editando, ou então para dar zoom em imagens. Ele não é compatível só com o Surface Studio, podendo ser usado também nos Surface Book, Pro 3 e Pro 4.

Um computador extraordinário desses não poderia ser barato, e o preço do Surface Studio é realmente bastante elevado: ele começa custando US$ 2.999 com processador i5, 8 GB de RAM, 1 TB e GeForce GTX 965M, mas também vai ser vendido em versões com Core i7, 16 GB, 1 TB de RAM e GTX 965M (US$ 3.499) e 32 GB de RAM, 2 TB, Core i7 e GeForce GTX 980M. É claramente um computador para profissionais, não para pessoas comuns que só querem uma máquina boa para acessar a internet.

microsoft surface book i7 (1)

O excelente Surface Book lançado no ano passado ganhou uma atualização: chamado Surface Book i7, ele promete mais potência e autonomia em relação ao modelo do ano passado.

O notebook da Microsoft mantém o design anterior com uma tela destacável. As mudanças estão na parte de dentro: com processador Intel Core i7, a Microsoft promete três vezes mais potência do que um MacBook Pro de 13 polegadas. Além disso, a bateria agora dura até 16 horas, de acordo com a empresa.

microsoft surface book i7 (3)

O novo Surface Book também foi projetado para ter melhor desempenho gráfico: apesar de não dar muitas especificações técnicas, a Microsoft disse que ele tem desempenho duas vezes melhor do que os modelos do ano passado.

E, claro, ele é mais caro também: com lançamento previsto para novembro (e pré-vendas abertas hoje), o notebook vai custar US$ 2.400. Os modelos de 2015 continuarão sendo vendidos com preços a partir de US$ 1.500.