Tim Cook, CEO da Apple, anunciou ontem (27) que o iPhone alcançou a marca de 1 bilhão de vendas. A conquista vem quase uma década depois do lançamento da primeira geração do smartphone, que aconteceu em 2007.

• Dependente de hardware, Apple apresenta resultados com 2ª queda na venda de iPhones
• Queda nas vendas de iPhones faz Apple ter seu pior trimestre em 13 anos

“O iPhone se tornou um dos produtos mais importantes, inovadores e bem sucedidos da história. Ele se tornou mais do que uma companhia constante. O iPhone é realmente uma parte essencial do nosso cotidiano e nos ajuda em muito naquilo que fazemos durante o dia” disse Cook numa reunião na sede da Apple.

O número, no entanto, não esconde que as vendas do celular têm sido cada vez menores. A divulgação dos resultados financeiros da Apple revelou que o iPhone vendeu 15% menos em comparação com o mesmo período do ano passado, e que o lucro teve uma queda de 23%.

O bilionésimo iPhone foi comprado em algum momento da semana passada, mas a Apple não revelou o local e a data exata da venda. Um porta-voz da empresa se recusou a comentar se o consumidor recebeu algum mimo para celebrar o marco.

A próxima geração do iPhone deve ser lançada em setembro e rumores indicam que o aparelho não terá grandes novidades, que só devem chegar na edição de 10 anos, em 2017.

[The Verge via Apple]