Está cada vez mais claro que a Apple tem concentrado esforços para se destacar na área da saúde. Se antes os relógios inteligentes da empresa eram vistos como um acessório para esportistas, a Apple mostrou no evento dessa terça-feira (10) que quer mudar essa imagem. A apresentação do novo Apple Watch Series 5 começou logo com um vídeo trazendo depoimentos de diversas pessoas sobre como o wearable salvou suas vidas.

Um dos principais recursos do novo Apple Watch Series 5 é o display de retina que nunca se desliga. O objetivo, segundo a empresa, é que as informações importantes estejam sempre disponíveis na tela, o que pode facilitar muito nos momentos em que o usuário não consegue alcançar o relógio para ativar o display (quando está se exercitando, por exemplo). Quando o pulso da pessoa está para baixo, a luz diminui, e, ao levantá-lo, o brilho aumenta novamente. Dessa forma, a bateria com duração de 18 horas foi preservada no Apple Watch Series 5.

Outra novidade é a bússola integrada e uma versão atualizada do Maps que oferece melhor precisão ao indicar direções ao usuário. Informações como latitude, longitude, inclinação e elevação podem ser úteis para quando o usuário estiver fazendo uma escalada ou em busca de uma constelação, explica a Apple.

Para quem prefere utilizar o wearable para questões de saúde, uma vantagem do novo dispositivo é o recurso de Chamada de Emergência Internacional. Isso pode ser extremamente útil principalmente na hora de viajar para outro país, já que o Apple Watch Series 5 consegue ligar para números de emergência do local em que você está, independentemente se o seu plano de celular estiver ativado. Caso o detector de queda esteja ativado, o relógio pode ligar para a emergência automaticamente caso ele identifique que a pessoa caiu e não há sinais de movimento por cerca de um minuto.

Em termos de software, o watchOS 6 inclui uma série de aplicativos. O Cycle Tracking, por exemplo, permite incluir informações relacionadas a ciclos menstruais. Já o app Noise identifica os níveis de sons ambientes que podem prejudicar a audição do usuário. Para quem pratica atividades físicas, o Activity Trends, disponível no iPhone, ajuda a acompanhar o seu progresso. Com o novo sistema operacional ainda é possível customizar a tela com os temas Meridian, Modular Compact e Solar Dial, personalizando de acordo com os aplicativos mais utilizados.

Além do upgrade em hardware e software, é claro que a Apple não deixaria a estética de lado. Os modelos vêm em diferentes cores e tipos de materiais, incluindo titânio, alumínio (100% reciclado, assim como no novo iPad) e cerâmica. O Serie 5 também tem uma linha própria da Nike, com design mais esportivo, e uma da Hermès, com design mais clássico e pulseira em couro.

O preço do Apple Watch Series 5 com GPS começa a partir de US$ 399, e a versão com conexão móvel custará a partir de US$ 499. Segundo a Apple, os modelos estarão disponíveis a partir do dia 20 de setembro nos EUA e em mais 38 países.

Com o lançamento do novo modelo, a Apple também anunciou que os preços do Series 3 caíram para US$ 199 (GPS) e US$ 299 (GPS + conexão móvel).

Além do Series 5, Tim Cook reforçou a preocupação da Apple com saúde apresentando três novos estudos realizados em parceria com organizações e universidades. Disponíveis no novo aplicativo Research, as pesquisas são: Apple Women’s Health Study (com foco em condições ginecológicas e ciclo menstrual), Apple Heart and Movement Study (sobre saúde cardiovascular), e Apple Hearing Study (com dados sobre saúde auditiva). Segundo a Apple, os dados coletados dos usuários são utilizados para fins de estudos médicos e a empresa não usa nenhuma informação capaz de identificar os indivíduos.