Os rebeldes líbios estão vencendo. Mas ninguém sabe quem tem controle sob o estoque enorme de armas químicas e material nuclear da Líbia. Como é?

A Associated Press publicou uma reportagem preocupante esta manhã. Em áreas que ainda estão contestando a tomada do poder pelos rebeldes, não temos ideia do que está acontecendo ou quem tem controle sob que tipo de arma. São 30.000 munições para lança-mísseis, 11 toneladas de gás mostarda (que causa lesões na pele e, se inalado, pode matar por asfixia), e yellowcake de urânio (material livre de impurezas para produzir energia nuclear). E ninguém sabe a quem cada um deles pertence agora.

Acredita-se que o que restou do governo de Gaddafi controla a maior parte desses materiais. Esperamos que ele honre o acordo de não usar nem distribuí-los, mas há uma possibilidade assustadora disso acontecer, já que ele está sendo afastado à força do poder, e poderia decidir usar o material para cair com orgulho. Ou ele poderia vender tudo para terroristas. Ou terroristas poderiam levá-los, se não estiverem bem guardados. Apesar de satélites, aeronaves teleguiadas e aviões-espiões fazerem de tudo para monitorar a situação, não dá pra monitorar tudo.

Vale notar que o yellowcake é feito de urânio não-enriquecido, ou seja, não é explosivo. A preocupação é que ele seja vendido para quem tenha a capacidade de enriquecê-lo e transformá-lo em arma. O gás mostarda, no entanto, é extremamente mortal e horrível, e mísseis lançados por soldados podem causar danos sérios. Esperamos que as forças de segurança estejam usando de toda forma para espiar a situação de perto. [AP]

Imagem por Associated Press