Eis as novidades do iOS 6 (atualizando):

Disponibilidade:

O iOS 6 chega “no outono” (provavelmente em setembro/outubro) para iPhone 3GS/4/4S, iPad 2, novo iPad e iPod Touch de quarta geração. O iPad original fica de fora.

Mapas



Como esperado, o app Mapas abandona o Google Maps e usa uma solução da própria Apple.

O app permite ver mapas 3D, faz navegação curva-a-curva, exibe informações do tráfego em tempo real e faz busca local em mais de 100 milhões de estabelecimentos. O sistema ainda contará com informações anônimas e colaborativas dos próprios usuários, mais ou menos o que o Waze se propõe a fazer. E, claro, a Siri está integrada e responde a perguntas como onde tem um posto de combustível por perto ou quanto tempo falta para se chegar ao destino.

Você também pode sobrevoar cidades em 3D. Os mapas são vetoriais, assim como no Google Maps, e usam uma tencologia 3D semelhante ao que a gigante das buscas demonstrou semana passada. Visualmente é de cair o queixo.

Mapas no iOS 6.

Integração com Facebook

O Facebook está integrado ao iOS 6 ainda mais que o Twitter. Agora é possível fazer login direto do sistema (e estendê-lo a apps também), compartilhar fotos e sua localização direto para o Facebook e integrar sua lista de contatos e calendário à Rede Social — as desculpas para esquecer o aniversário daquela tia ficarão ainda menos verossímeis.

O Facebook foi integrado ao iTunes e à App Store. Ou seja, agora é possível curtir apps, músicas, filmes e programas de TV. E agora há botões “Toque para tuitar” e “Toque para postar (no Facebook)” direto na central de notificações.

Siri

Siri.

E a Siri agora tem alguns truques novos na manga: ela sabe abrir apps (“Jogar Temple Run”), fala 15 línguas – ainda nada de português – e estará presente no novo iPad, além do iPhone 4S. Agora ela também manja de esportes, e aprendeu mais sobre filmes (com o Rotten Tomatoes) e restaurantes (com o OpenTable e Yelp). Bem que podia rolar foursquare aqui também, mas não foi o caso…

A Apple também anunciou o Eyes Free, função que permite ativar a Siri no carro. É um botão dedicado que deve aparecer em veículos de nove grandes montadoras nos próximos 12 meses.

Telefone

Telefone.

O app do telefone (as pessoas ainda ligam, acredite ou não) ganha pequenas novidades: agora você pode responder uma ligação com uma mensagem automática (“Estou ocupado”, “Estou chegando” etc.). Também é possível marcar um lembrete para retornar a ligação, seja em alguns minutos ou quando você sair de onde está.

A função “Não Perturbe” deixa o iPhone realmente no silencioso: se chegarem ligações e mensagens, elas não ativam o celular. Você pode adicionar exceções, é claro — para certos contatos ou para quem ligar de novo em menos de 3min.

Safari, e-mail e Photo Stream

O Safari ganha abas do iCloud, lista de leitura offline a la Instapaper e tela cheia em modo paisagem, com a tela na horizontal. E se você entrar em um site para o qual existe um app, o novo “smart app banner” vai exibir um link para a App Store e informações compartilhadas, caso já o tenha instalado em seu aparelho.

O app de e-mail ganha VIPs, pessoas cujos e-mails são realmente importantes. Elas têm uma caixa separada e ganham uma estrelinha na inbox normal. Ele também tem assinaturas diferentes e permitirá, enfim, atualizar os emails com o “puxar para atualizar.” Até que enfim!

O Photo Stream agora permite compartilhar fotos com seus amigos. Você escolhe as fotos, escolhe os amigos, eles recebem uma notificação e podem ver as fotos, comentar e até “curtir” com um emoticon. Seus amigos podem usar no OS X (iPhoto/Aperture), na Apple TV e até no Windows.

Passbook

Passbook.

O Passbook é mais um passo para transformar o smartphone (ou o iPhone) em sua carteira. Com ele, o usuário salva entradas/tickets e pode apresentá-los na entrada de eventos culturais, restaurantes, aeroportos e outros locais do tipo, com a possibilidade de atualizá-los caso haja alguma mudança — mudou o portão de embarque do seu avião? Ele atualiza ali.

Facetime

Uma das deficiências mais nonsense do Facetime foi corrigida: agora ele funciona via rede móvel também, não só no Wi-Fi. Outra novidade legal é a vinculação do seu número do celular à Apple ID, permitindo atender chamadas via iPad ou mesmo OS X. O mesmo vale para o iMessage.

***

O Beta do iOS 6 já está disponível apenas para desenvolvedores. Há outras pequenas mudanças/melhorias no sistema, mas o mais drástico, o mais importante, é o que está aí em cima. Muitas novidades já aguardadas, várias delas muito boas. Você sentiu falta de alguma coisa? O iOS 6 ficou além, aquém ou dentro das expectativas?