Seus pulmões jogam o ar, e, sob o comando do cérebro, as cordas vocais vibram, a boca e língua se movem para moldar esse som na forma das palavras que você quer dizer… e mesmo assim nada acontece. Um desses processos falha e você subitamente não tem mais voz, está mudo. Aí entra a Audeo, que criou um aparelho para captar os sinais enviados pelo cérebro para as cordas vocais e os processa para criar a fala artificialmente.

Michael Callahan inventou esta incrível ferramenta depois que um traumático acidente o fez pensar em como a vida é difícil para aqueles não têm uma capacidade tão normal para a maioria de nós. Sua invenção é na verdade uma série de aparelhos usados para criar fala audível:

Três eletrodos do tamanho de comprimidos ficam na garganta e captam os sinais elétricos trocados pelo cérebro e as cordas vocais. Então um processador no aparelho filtra e amplifica os sinais, depois os envia para um PC próximo, onde o software vai decodificar o sinal e transfrormá-lo em palavras audíveis através dos speakers do computador. Apenas colocando os eletrodos no pescoço e "falando" silenciosamente, através de movimentos das cordas vocais (mesmo sem mover a boca), o usuário já consegue criar o sinal necessário para o aparelho funcionar.

A Audeo é capaz de mais do que dar voz aos incapacitados. O aparelho pode ser usado para falar ao telefone sem vocalizar nada, o que abre um leque de opções no campo da espionagem. [Pop Sci]