Agora: falecidos, então descansem em paz. Mas, quando eles eram um pouquinho menos mortos, eles fundaram o que viria a ser a maior fabricante de PCs do mundo, além de trazerem inovações para a ciência da computação, a impressão e a computação pessoal por anos.

Na época: com uma enxurrada de empolgantes inovações girando ao redor deles, tudo cortesia de pessoas que, perto deles, eram mais ou menos crianças, Bill e David estavam no crepúsculo das suas respectivas carreiras. David havia retornado à HP após uma rápida passagem pelo Departamento de Defesa do então presidente Richard Nixon, onde ele tornou-se expert em aquisição de armas. Mais ou menos empregado pela HP e ainda dando consultoria para o governo de vez em quando, ele podia ser visto vagando pelos corredores da empresa, realizando tarefas estranhas e deixando os novos funcionários meio infelizes. Nesta época, Bill Hewlett já tinha deixado o cargo de CEO, apesar de ele e David ainda figurarem em uns artigos totalmente irados da empresa de tempos em tempos. [HP, Ralph Sanders, imagem da BusinessWeek]